Programa do Google identifica câncer de pulmão

Natali Chiconi - 29 de maio de 2019 - 09:31
Programa do Google identifica câncer de pulmão
Estudo conseguiu identificar tumores em estágio inicial por meio de software.

(CCM Saúde) — A Inteligência Artificial pode ser uma grande aliada no diagnóstico do câncer de pulmão. A conclusão é de um estudo do Google em parceria com uma universidade.

Embora o software ainda não esteja pronto para uso clínico, seu uso será essencial na identificação de tumores em estágio inicial. O principal foco do estudo, por ora, foi o câncer de pulmão, que mata mais pessoas do que qualquer outro tipo de tumor.

A pesquisa funcionou da seguinte maneira: foi utilizada inteligência artificial para determinar se a análise de tomografias computadorizadas poderia ser aprimorada. Treinou-se o software com 42.290 imagens de tomografias de pulmão de quase 15 mil pacientes, dizendo quais tinham câncer e quais eram normais.

O software foi, na sequência, testado contra uma equipe de seis radiologistas especializados na interpretação de tomografias. Como resultado, o programa foi mais eficiente que os médicos ao examinar uma única tomografia e tão eficaz quanto eles no momento de interpretar vários exames.

Publicados na revista científica ‘Nature’, os estudos, conduzidos junto com a Universidade Northwestern, em Illinois, nos Estados Unidos, indicam que a inteligência artificial aumentaria a detecção do câncer em 5%, reduzindo falsos positivos.

"O próximo passo é aplicá-la a pacientes em um ensaio clínico", afirmou Mozziyar Etemadi, da Universidade Northwestern, à 'BBC'. Ele disse que, se for realizado um trabalho conjunto entre a inteligência artificial e os médicos, o resultado seria ainda mais eficaz - e a IA poderia ter um grande papel na medicina.

A etapa seguinte dessa pesquisa é avaliar a tecnologia para definir sua aplicação a um grande número de pessoas.


Foto: © Minerva Studio - Shutterstock.com