Insulina inalável é liberada pela Anvisa no Brasil

Natali Chiconi - 5 de junho de 2019 - 09:04
Insulina inalável é liberada pela Anvisa no Brasil
Comercialização do Afrezza está prevista no mercado brasileiro para o segundo semestre deste ano.

(CCM Saúde) — A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou a comercialização do produto Afrezza no mercado brasileiro. Trata-se de uma insulina inalável.

Esse pó para inalação, também conhecido como "insulina oral de ação ultrarrápida”, será comercializado no Brasil a partir do segundo semestre deste ano, dependendo do processo de registro de preços pela Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos (CMED). A notícia foi publicada pelo jornal 'Folha de S. Paulo'.

Já vendido nos Estados Unidos, o kit desse medicamento, que dura um mês, custa entre 150 e 400 dólares, dependendo da quantidade de doses. O valor é o equivalente a R$ 580 a R$ 1.550.

A insulina inalável é uma alternativa à injetável, única disponível no Brasil até agora. O Afrezza deve ser administrado durante as refeições e serve para os tratamentos de diabetes tipo 1 e 2.

Ele funciona da seguinte maneira: dentro do pequeno inalador há o pó da insulina, que, ao ser inspirado vai para os pulmões, onde é absorvido pelo corpo. Desta forma, a insulina é absorvida em segundos e, dentro de poucos minutos, há o efeito da redução da glicose no sangue.

Contraindicado para menores de 18 ano e pessoas com problemas respiratórios como asma ou bronquite, esse produto também não serve para fumantes ou quem parou de fumar há menos de seis meses. Além disso, não pode ser usado por pessoas alérgicas à insulina.

Atualmente, segundo a Federação Internacional de Diabetes, a doença afeta mais de 12 milhões de pessoas no Brasil.

Foto: © dolgachov - 123RF.com