Remédio para Parkinson causa arritmia cardíaca

Pedro Muxfeldt - 21 de junho de 2019 - 13:27
Remédio para Parkinson causa arritmia cardíaca
Substância domperidona pode ser uma das causas de aumento da mortalidade entre portadores da doença.

(CCM Saúde) — Um remédio utilizado para combater enjoo e ânsia de vômito em portadores do mal de Parkinson está ligado ao aumento de casos de arritmia cardíaca.

A afirmação é de um estudo de pesquisadores da Universidade Federal do Estado de São Paulo (Unifesp) publicado na revista científica 'Nature'. De acordo com o trabalho, a substância domperidona seria a causadora do problema.


"De cinco a dez anos depois do diagnóstico inicial do mal de Parkinson, a mortalidade da doença aumenta de duas a três vezes, em comparação à população em geral. Isso é um fato. Então, vasculhamos na literatura o termo morte súbita na doença", afirma Fulvio Scorza, orientador do trabalho, ao portal 'G1'.

No experimento, a equipe da universidade paulista forçou a doença neurológica em camundongos e, em seguida, iniciou o tratamento com domperidona entre os animais. Em apenas cinco dias, os cientistas já detectaram os primeiros sinais de lesões cardíacas nos ratos, comprovando a relação do medicamento com a arritmia.

Já sendo elaborado, um novo estudo, dessa vez com ratas fêmeas, busca compreender porque o Parkinson e a associação maléfica da doença com a domperidona não se expressa de maneira tão significativa entre mulheres. A hipótese original da equipe da Unifesp é que o hormônio feminino estrogênio tenha efeito protetor.

Foto: © Dmytro Tolokonov - 123RF.com