Excesso de trabalho aumenta risco de AVC

Pedro Muxfeldt - 10 de julho de 2019 - 07:30
Excesso de trabalho aumenta risco de AVC
Jornada de 10 horas ou mais eleva chance de acidente vascular cerebral em quase 50%.

(CCM Saúde) — O excesso de trabalho está associado a um aumento do risco de se sofrer um acidente vascular cerebral, afirma estudo publicado na revista 'Stroke'.

A pesquisa utilizou o banco de dados CONSTANCE, que reúne informações de cerca de 150 mil pacientes franceses. Ao analisar as informações, a equipe de cientistas descobriu que 1.224 pessoas já haviam sofrido um AVC ao longo da vida.

Além disso, pouco mais de 40 mil participantes afirmava trabalhar mais de 10 horas por dia. Com isso, os pesquisadores concluíram que aquelas pessoas com jornadas de trabalho prolongadas apresentavam 29% mais risco de sofrerem um AVC. Mais: caso o excesso de trabalho se estendesse por mais de 10 anos, a probabilidade de um acidente vascular cerebral se tornava 45% maior.

Apesar dos achados, a equipe comandada por Marc Fadel e Alexis Descatha não foi capaz de apontar as causas desta relação. Algumas hipóteses, no entanto, já foram formuladas. Uma delas sustenta que o risco aumentado estaria conectado ao tipo de trabalho exercido ou sua realização no período noturo, o que afeta o relógio biológico e diversas funções orgânicas.

Porém, outros estudos serão necessários para se chegar a explicações conclusivas para o quadro, afirmam os pesquisadores. "Nosso objetivo agora é entender os mecanismos que estão por trás desse risco, preveni-los, e diminuir a incidência dos acidentes vasculares cerebrais", diz Descatha à 'RFI'.

Foto: © Dmitriy Shironosov - 123RF.com