Epilepsia - Definição

Setembro 2017


Definição de epilepsia

Epilepsia é o nome de uma doença neurológica que têm diversas formas e com a ocorrência de crises. A epilepsia se dá em função de uma ativação brutal que concerne um grande número de neurônios cerebrais. Ela se manifesta na forma generalizada por uma perda momentânea da consciência acompanhada por vezes de espasmos involuntários e repetidos de um ou mais membros.

Pela grande diversidade de áreas do cérebro atingidas e dos tipos de anomalias encontradas, as manifestações clínicas variam e podem tomar a forma de uma simples ausência, que é uma suspensão brusca e fugaz da consciência ou de formas mais complexas e impressionantes com sobressaltos do corpo com olhos revirados, ausência de consciência e perda de conhecimento se prolongando depois da parada dos movimentos. Em formas de epilepsia ditas parciais, os sinais podem ser motores ou sensitivos e não envolvem mais que uma parte do corpo.

A doença epiléptica aparece frequentemente na infância ou no adulto jovem e um eletroencefalograma e uma imagem do cérebro permitem confirmar a doença e de tratá-la. A epilepsia pode ser controlada por tratamentos antiepiléticos na maioria dos casos e procedimentos para evitar a ocorrência de novas crises devem ser conhecidos.

Veja também

Publicado por asevere. Última modificação: 19 de junho de 2016 às 16:46 por Pedro.Saude.
Este documento, intitulado 'Epilepsia - Definição', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM Saúde (saude.ccm.net) ao utilizar este artigo.