Acidose diabética

Novembro 2017


Definição

A acidose diabética ou cetoacidose diabética é uma patologia que afeta principalmente os pacientes que sofrem de diabetes tipo 1, conhecido sob o nome de diabetes insulinodependente, mas também as diabetes de tipo 2 (diabete não insulinodependente) em um estágio evoluído. Uma acidose diabética se caracteriza por um acúmulo de corpos cetônicos no organismo (cetose) que tem como consequência a elevação da acidez do sangue (acidose). A acidose diabética é uma compilação da diabetes que deve ser tratada muito rapidamente já que a curto prazo ela pode causar desmaios, um coma, ou em casos mais graves até a morte do paciente. Essa patologia pode ser a maneira de descobrir uma diabetes de tipo 1.

Diagnóstico

Para diagnosticar uma acidose diabética, o médico procede a um questionário médico e depois um exame clínico. De acordo com a gravidade da acidose diabética, o médico encaminhará o paciente para o serviço de urgências ou prescreverá exames complementares assim como:
  • Um teste urinário para detectar os corpos cetônicos além da glicose evacuada na urina;
  • Um exame de sangue e uma gasometria arterial, que estuda o pH, HCO3, CO2, O2 sanguíneo;
  • Um eletrocardiograma
  • Em uma pessoa não conhecida como diabética, o primeiro exame será a realização de uma glicemia capilar. Se ela descobrir uma taxa anormalmente elevada de açúcar no sangue, um exame completo de descoberta da diabetes e uma hospitalização serão geralmente necessários.

Manifestações

a acidose diabética se manifesta de diferentes maneiras. Os sintomas são todos ligados à elevação da acidez sanguínea e incluem:
  • Uma desidratação mais ou menos pronunciada;
  • Fadiga;
  • Sede acentuada;
  • Náuseas;
  • Perda de peso;
  • Confusão mental, ou até um coma em estágio avançado.

A presença de acetona em grande quantidade possui a particularidade de dar um odor frutado ao hálito do paciente.

Tratamento

O tratamento da acidose diabética é um cuidado médico e requer hospitalização. O objetivo é de diminuir a acidez do sangue a glicemia, com o tratamento sendo dado em forma de injeções com intervalos regulares até a evacuação dos corpos cetônicos. O tratamento da acidose diabética comporta uma reidratação do paciente associada a uma tomada de insulina por via venosa e um acompanhamento em ambiente hospitalar.

Prevenção

É possível prevenir a acidose diabética tendo um controle rígido da diabetes. De fato, em casos de diabetes conhecida e tratada, a acidose diabética pode ser consequência de uma infecção, ou uma patologia intercorrente como um infarto do miocárdio, mas também pode ser causada por um esquecimento ou erro na tomada do tratamento. Sendo assim, é essencial medir a glicemia regularmente e não se esquecer de tomar a insulina.

Veja também

Publicado por asevere. Última modificação: 16 de dezembro de 2014 às 14:47 por asevere.
Este documento, intitulado 'Acidose diabética', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM Saúde (saude.ccm.net) ao utilizar este artigo.