Leucorreia: secreção vaginal branca

Faça uma pergunta
A leucorreia é uma secreção vaginal fisiológica da mulher. A seguir, veja algumas informações sobre como essa forma de corrimento se manifesta e sua função no funcionamento da vagina.


Leucorreia branca leitosa

As secreções brancas produzidas pela vagina aparecem no momento da puberdade e acompanham a mulher durante toda a sua vida. Elas têm um aspecto branco viscoso e ficam localizadas na entrada da vulva. Sua liberação, que pode ser leve ou abundante, varia de mulher para mulher e de acordo com o período fértil.

Principal função da secreção branca

Essa secreção tem um papel importante de limpar e lubrificar a vagina. No momento da ovulação, ela ajuda os espermatozoides a chegarem ao útero e a fecundar o óvulo. Inodora, na maior parte dos casos, a presença dessa secreção pode ser desagradável e fazer com que as mulheres utilizem protetores diários para reduzir a sensação de umidade na região.

Leucorreia na gravidez

As secreções brancas na gestação não são um problema, já que têm o objetivo de umidificar a vagina. Se essa perda se torna muito líquida e abundante, a bolsa pode ter se rompido, o que indica a iminência do parto. Nestes casos, deve-se buscar um médico com urgência.

Quando se preocupar

Uma mudança na consistência e na coloração dessa secreção pode ser sintoma de alguma doença. Cores escuras, forte odor ou com aspecto de cola podem indicar infecções vaginais por fungos ou bactérias, especialmente se são acompanhados por coceira, queimação, dores na parte baixa do abdômen ou desconforto durante as relações sexuais. Nesses casos, é recomendável consultar um ginecologista.

Foto: © kotoffei - Shuttertock.com
Dra. Marta Marnet

CCM Saúde é uma publicação informativa realizada por uma equipe de especialistas de saúde e redatores supervisionados pela Dra. Marta Marnet (número de registro 19741 no Colégio de Médicos de Barcelona, Espanha).

Mais informações sobre a equipe do CCM Saúde

Veja também