Líquido seminal e fecundação

Novembro 2017

O líquido seminal é uma substância secretada pelo aparelho reprodutor masculino. Esta substância contém os espermatozoides, gametas masculinos que tem como objetivo fecundar o óvulo da mulher. Quando isso ocorre, começa a reprodução. No caso dos mamíferos, o espermatozoide contém um cromossomo X ou Y que irá determinar o sexo do novo ser.


O que é a ejaculação

O líquido seminal é uma mistura de diversos fluidos. Os espermatozoides permanecem vivos por um curto período nesta mistura. A ejaculação consiste na expulsão sucessiva ou quase simultânea de vários tipos de secreções, incluindo os fluidos produzidos nas glândulas de Cowper, próstata, epidídimo, canais deferentes e vesículas seminais (responsáveis por cerca de 60% do líquido seminal). A ejaculação é a expulsão rápida deste líquido. O jato ejaculatório é muito importante para o sucesso da fecundação ao lançar os espermatozoides diretamente na parte final do canal vaginal, deixando-os mais próximos das trompas de Falópio, onde se encontram com o óvulo para realizar a fecundação.

O que é a fecundação

A fecundação é o encontro ou união de um óvulo (gameta feminino) com o espermatozoide (gameta masculino). Como a vagina é um meio ácido, os espermatozoides precisam avançar rapidamente pelo canal vaginal para alcançar o muco cervical. Fora do período de ovulação, esse muco é bastante viscoso, o que impede a passagem dos espermatozoides. Por outro lado, quando a mulher ovula, o muco cervical se torna menos ácido e, além de tornar-se permeável aos espermatozoides, lhes garante nutrientes e elimina o líquido seminal, que os recobre.

Já livres do líquido seminal, os espermatozoides contam com seus flagelos para irem avançando a uma velocidade de dois centímetros por hora. Durante a ovulação, o colo do útero se expande um pouco mais, também abrindo caminho para a passagem do espermatozoide. Quando a fecundação ocorre, o óvulo forma uma barreira ao redor do espermatozoide, impedindo a entrada dos demais. Por fim, o núcleo do óvulo e do espermatozoide se fundem formando uma nova célula que, por sua vez, dará origem a um novo ser humano.

Como conseguir engravidar

Para conseguir que a fecundação e a consequente gravidez ocorram, é necessário que o homem e a mulher tenham relações sexuais sem uso de preservativos e com penetração vaginal. Também é necessário que o líquido seminal entre em contato com a vagina. Deste modo, um dos espermatozoides poderá alcançar e fecundar o óvulo. A liberação do jato ejaculatório diretamente dentro da vagina aumenta as chances de fecundação por lançar os espermatozoides em posição de vantagem no canal vaginal.

Casos sem possibilidade de fecundação

Não existe possibilidade de fecundação e gravidez quando o homem ou a mulher permanecem com roupas íntimas durante o contato corporal ou quando o líquido seminal ejaculado não entra em contato direto com a vagina. Também é muito improvável que uma gravidez ocorra se a mulher ou o homem tenham líquido seminal nas mãos durante as carícias sexuais. Outras práticas sexuais como sexo oral ou sexo anal também não tem chances de levar a uma fecundação. Por fim, uma gravidez é impossível se o homem não tiver ejaculado.


Não pode haver fecundação nestas circunstâncias simplesmente porque os espermatozoides necessitam de condições ideais para sobreviver. Por isso que o sêmen armazenado em clínicas de fertilização requer cuidados especiais. Além disso, é necessária uma quantidade significativa de espermatozoides (concentração mínima de 20 milhões por mililitro de sêmen) para a fecundação. Homens com taxas menores que essa apresentam problemas de fertilidade.

Além destes casos, o consumo de pílulas anticoncepcionais e o uso de preservativos durante a relação sexual também impede, na maioria das vezes, a ocorrência da fecundação. A camisinha, por sua vez, evita o risco de doenças sexualmente transmissíveis. Já relações sexuais poucos dias antes da menstruação também reduzem de maneira significativa o risco de gravidez. Porém, o método contraceptivo da tabelinha tem eficácia reduzida e só deve ser adotado por mulheres com ciclo menstrual bastante regular e mesmo assim apenas se forem acompanhadas de outras ações de contracepção.

Foto: © Pavel Chagochkin - Shutterstock.com

Veja também

Artigo original publicado por soraya80. Tradução feita por Pedro.CCM. Última modificação: 10 de março de 2017 às 07:59 por Pedro.CCM.
Este documento, intitulado 'Líquido seminal e fecundação', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM Saúde (saude.ccm.net) ao utilizar este artigo.