Bradicardia - O que é

Faça uma pergunta
A bradicardia faz parte, junto com a taquicardia e fibrilação, dos problemas do ritmo cardíaco. A palavra bradicardia vem do grego brady, que significa ‘lento’ e cardiá, que representa ‘coração’. A bradicardia é a lentidão do ritmo cardíaco, mais baixo que a média normal.


Definição de bradicardia

A bradicardia define o ritmo cardíaco mais lento que a média, descendo abaixo de 60 batimentos por minuto. Muito comum e fisiológica nos esportistas de alta performance, ela pode disfarçar uma patologia mais grave como uma anomalia cardíaca ou uma doença cardiovascular. Ela pode, igualmente, ser causada pelo envelhecimento ou alguns medicamentos como os betabloqueadores. Uma bradicardia é averiguada quando o pulso do paciente é inferior a 60 batimentos por minuto em repouso de maneira crônica. Na criança, o coração bate mais rapidamente, pois os limiares da bradicardia são aumentados com a idade. A bradicardia não deve ser confundida com a bradiarritmia, que define um ritmo cardíaco lento mais irregular.

Diagnóstico de bradicardia

Em caso de suspeita de bradicardia, o médico ou cardiologista fará um interrogatório sobre o estado do paciente e seus antecedentes familiares. Em seguida, ele fará um exame clínico que será obrigatoriamente completado por um ECG, eletrocardiograma que confirmará a bradicardia e permitirá de suspeitar da causa.

O acompanhamento do ritmo cardíaco poderá ser feito sobre um período mais longo, de 24 horas geralmente, graças à utilização de um registrado eletrocardiográfico externo, quando falamos de Holter-ECG. Na maior parte do tempo, o ECG é suficiente para fazer o diagnóstico da bradicardia, mas um exame chamado exploração eletrofisiológica endocavitária em unidade de cardiologia é, às vezes, necessário. A causa de uma bradicardia pode ser de origem fisiológica em algumas pessoas, mas essa patologia pode igualmente resultar em um transtorno da condução de influxo elétrico entre os átrios e os ventrículos, quando se fala de bloco auriculo-ventricular, onde diferentes formas existem.

Sintomas de bradicardia

De maneira geral, a bradicardia é uma patologia que é muito bem suportada pelos pacientes e não se manifesta por nenhum sintoma. Enquanto isso, ela pode ser identificada diante de uma fadiga, um sedentarismo excessivo ou mal estar. Nas causas mais severas, a bradicardia pode igualmente se manifestar por uma sensação desagradável de que o coração vai parar.

Tratamento de bradicardia

A bradicardia pode ser tratada de diferentes maneiras de acordo com a causa identificada. A escolha de tratamento depende da origem da patologia e sua repercussões sobre o cotidiano do paciente. A ausência de tratamento é possível em alguns casos de bloqueio auriculo-ventricular pouco graves. É igualmente possível fazer uso de alguns medicamentos acelerando o ritmo cardíaco, como a atropina. Em algumas patologias e no caso dos bloqueios auriculo-ventriculares importantes chamados de alto degrau, o uso de um marca-passo ou estimulador implantável é necessário para estimular o coração se os batimentos percebidos forem muito fracos.

Foto: © Skinny boy - Shuttertock.com

Veja também

Publicado por asevere. Última modificação: 10 de fevereiro de 2017 às 13:01 por Natali_CCM.

Este documento, intitulado 'Bradicardia - O que é', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM Saúde (saude.ccm.net) ao utilizar este artigo.

Bulimia
Bronquiolite