Diabolo

Faça uma pergunta

Definição

o diabolo cujo nome médico é aerator transtimpânico (ATT) é um sistema de drenagem utilizado frequentemente nas crianças e mais raramente nos adultos, nos casos de um problema da orelha média, mais precisamente no nível do tímpano. Trata-se de uma espécie de pequeno tubo oco em plástico que será colocado através do tímpano, permitindo uma comunicação entre a orelha média e o tubo auditivo externo. Ele é mais particularmente utilizado nos casos de otites de repetição, que poderão ser levadas a deixar sequelas auditivas. No quadro de otites resistentes ao tratamento antibiótico, podemos também recorrer a esta técnica. O diabolô pode igualmente ser colocado em caso de otite crônica, como a otite seromucosa que corresponde à presença de um líquido no nível da orelha média de maneira crônica. O interesse do diabolô é portanto prevenir as complicações, permitindo a evacuação de líquido que se fará no nível da orelha média em presença de um tímpano fechado e hermético.


Colocação: a colocação de um diabolô é efetuada sob anestesia pois ela requer que o tímpado seja perfurado pelo médico: a operação é chamada de paracentese. É necessário que o diabolô continue no local entre 6 a 12 meses, e depois, na retirada, pode ser que a perfuração do tímpano não se feche naturalmente quando o paciente não usa mais o diabolô. Neste caso, uma intervenção cirúrgica é incontornável.

Contraindicações: o uso de um diabolô impõe o respeito a algumas regras, sendo elas:
  • Os banhos prolongados não são autorizados a não ser com uma proteção (uso de tapa ouvido);
  • Banhos no mar ou piscina são autorizados apenas na superfície;
  • Mergulho é proibido até um ano após a retirada do aparelho;
  • Mergulho sub-marino não é indicado.

Em revanche, o uso de um diabolo não impede passar por túneis nem viajar de avião nem trem.

Incidentes: Pode ser que o diabolo seja expulso de maneira natural, um fenômeno muito frequentemente constatado. É suficiente solicitar ao médico que um novo aparelho seja colocado. Se o diabolô se entope por causa de um excesso de cera, ele perde toda sua eficácia. Ele é portanto retirado pelo médico unicamente se a otite serosa é curada. O especialista então coloca um diabolô novo, o que requer uma nova anestesia geral.
Dra. Marta Marnet

CCM Saúde é uma publicação informativa realizada por uma equipe de especialistas de saúde e redatores supervisionados pela Dra. Marta Marnet (número de registro 19741 no Colégio de Médicos de Barcelona, Espanha).

Mais informações sobre a equipe do CCM Saúde

Veja também

Publicado por asevere. Última modificação: 16 de dezembro de 2014 às 14:48 por asevere.

Este documento, intitulado 'Diabolo', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM Saúde (saude.ccm.net) ao utilizar este artigo.