Como prevenir as tromboses

Faça uma pergunta
Estudo do Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia (Into) com os 7.560 pacientes que passaram por operações no hospital em 2014 revelou que 151 deles (2%) teve que retornar ao centro para tratar casos de trombose ocorridas durante o pós-operatório. Para reduzir esse número, o Into lançou cartilha com dicas de prevenção do problema. Confira abaixo.


Causas e complicações da trombose

A trombose se caracteriza pelo entupimento de veias, normalmente localizadas nas pernas, devido à falta de movimentação - comum em pós-operatórios - e má circulação. A situação provoca dores e inchaço nas pernas. Algumas vezes, o coágulo pode se soltar e viajar pela corrente sanguínea até os pulmões, causando embolia pulmonar, quadro mais grave que exige atendimento imediato.

De acordo com o levantamento do Into, as cirurgias mais arriscadas são as operações de joelho, com índice de retorno por trombose de 4,7% dos pacientes. Logo depois, vêm as cirurgias de trauma como as fraturas (2,9%) e as correções de quadril (2,7%).

Prevenção da trombose

Para auxiliar pacientes a prevenir a ocorrência de trombose durante o pós-operatório, a cartilha lançada pelo Into se baseia em quatro recomendações. A principal delas diz respeito à necessidade de movimentar as pernas com frequência no pós-operatório, mesmo que estejam imobilizadas.

Os exercícios de movimentação se dividem em três. Mexa os pés para cima e para baixo em séries de 20 repetições. Depois, aperte as coxas, uma de cada vez, contra a cama e conte até seis. Repita a ação 10 vezes. Por fim, aperte as nádegas uma contra a outra e também conte até seis. Novamente, repita o exercício 10 vezes.

Além dos exercícios para manter a circulação dos membros inferiores ativada, beba bastante líquido - cerca de 2 litros por dia -, procure um médico ao primeiro sinal de um problema e, caso o seu pós-operatório preveja o uso de medicamentos por longo prazo, não interrompa o tratamento em hipótese alguma sem a indicação médica.

Outras formas de evitar a trombose

Durante o período de recuperação das cirurgias, tente não aumentar o seu peso corporal, pare de fumar e observe todas as outras recomendações feitas por seu médico.

Sintomas da trombose

Os coágulos sanguíneos causam dores nos membros inferiores diferentes daquelas sentidas por conta da cirurgia. Além disso, a perna fica vermelha, inchada e mais quente. Em caso de embolia pulmonar, é possível observar tosse com sangue e dificuldades para respirar com palpitações e, às vezes, desmaios.

Foto: © BasketThought - Shutterstock.com
Dra. Marta Marnet

CCM Saúde é uma publicação informativa realizada por uma equipe de especialistas de saúde e redatores supervisionados pela Dra. Marta Marnet (número de registro 19741 no Colégio de Médicos de Barcelona, Espanha).

Mais informações sobre a equipe do CCM Saúde

Veja também