Espondilite anquilosante


Definição

a espondilartrite anquilosante pertence à família das espondilartropatias que são reumatismos inflamatórios crônicos. Elas causam dores e enrijecimentos de diversas articulações, afetando quase que exclusivamente a coluna vertebral e bacia. É uma doença crônica, evolutiva e muito prejudicante, que afeta os indivíduos geralmente jovens, mais homens do que mulheres. Ela evolui em forma de ataques dolorosos interrompidos por períodos onde os sintomas são ausentes ou pelo menos são menos pronunciados.

Manifestações

a doença começa geralmente no jovem adulto, e os sintomas se agravam á medida em que a doença evolui. Eles se apresentam como:
  • Dores na coluna vertebral além de vértebras dorsais e lombares, que aumentam em períodos de repouso e diminuem durante o exercício físico. Elas são chamadas de inflamatórias, podendo surgir à noite e são geralmente máximas na manhã ao se levantar antes de regredir progressivamente no dia;
  • Dores em uma nádega, com as mesmas características das costas;
  • Enrijecimento dessas articulações;
  • Outras articulações podem ser afetadas de maneira inconstante, principalmente o calcanhar;
  • Em qualquer caso, o olho pode ser afetado por uma uveite, com baixa da acuidade visual ou dores.

A doença se desenvolve por ataques. Também em período de crise, o paciente pode se encontrar prejudicado. Fora desses períodos, sua qualidade de vida melhora visivelmente.

Diagnóstico

para diagnosticar a doença, o médico procederá a um questionário médico e depois um exame físico. O objetivo é o de determinar a origem das dores. Para confirmar o diagnóstico, as radiografias das zonas afetadas serão inicialmente realizadas, principalmente a da coluna vertebral e da bacia, que podem mostrar imagens específicas. Elas serão às vezes completadas por um IRM, ou até uma cintilografia óssea. Um exame de sangue com análise dos marcadores de inflamação é igualmente recomendado.

Tratamento

o tratamento de cura da doença não existe. Os sintomas dos pacientes são amenizados graças a anti-inflamatórios e medicamentos contra as dores em períodos de ataques. Injeções locais de corticoides são igualmente possíveis nas articulações mais doloridas. Em caso de dores insuficientemente amenizadas por esses tratamentos, moléculas podem ser dadas a longo prazo como o metotrexato, ou os anti-TNF-alfa. Em paralelo, sessões de fisioterapia podem igualmente melhorar os sintomas e favorecer a luta contra a rigidez.

Veja também

Publicado por asevere. Última modificação: 16 de dezembro de 2014 às 14:49 por asevere.
Este documento, intitulado 'Espondilite anquilosante', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM Saúde (saude.ccm.net) ao utilizar este artigo.
Espinha bífida
Espondilolistese