Novas doenças provocadas pelo cigarro

Dezembro 2017

Estudos já mostraram que o tabaco é causa de morte por 21 doenças entre as quais estão 12 tipos de câncer, seis doenças cardiovasculares, diabetes e doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC). Mas pesquisas do Million Women Study, no Reino Unido, associaram patologias mais raras. Conheça algumas delas.


Estatísticas do consumo de tabaco

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), o tabaco é responsável anualmente por cerca de seis milhões de mortes, incluindo mais de 600 mil fumantes passivos. Esse valor pode chegar a oito milhões de pessoas em 2030. Além disso, o número de mortes entre mulheres provocadas pelo tabaco está aumentando. As mulheres, que começaram a fumar mais tarde do que os homens, atingem hoje a idade em que os efeitos adversos do tabagismo são maiores.

Investigação sobre efeito do tabaco

Um grupo multidisciplinar da Sociedade Americana de Câncer reagrupou os resultados de cinco pesquisas estadunidenses durante 11 anos (2000 a 2011) que envolveram cerca de 1 milhão de pessoas com mais de 55 anos. Durante esse período, houve 181.377 óbitos, dos quais 16.475 eram fumantes. Ao todo, 17% do excesso de mortalidade encontrada entre fumantes não poderia ser atribuída às 21 doenças mencionadas anteriormente, mas a outras condições.

Cirrose causada pelo tabaco

A mortalidade por cirrose é três vezes maior entre fumantes. Essa doença, fortemente associada ao consumo exagerado de bebidas alcoólicas, é o estágio mais avançado de uma série de doenças do fígado.

Outras patologias causadas pelo tabaco

O risco de isquemia intestinal é seis vezes maior entre fumantes. A taxa é 2,4 vezes superior para hipertensão e duas vezes maior para insuficiência renal. O câncer de próstata acomete tabagistas a uma proporção 1,4 vezes maior que não fumantes, bem como o câncer de mama é 1,3 vezes mais frequentes entre as mulheres fumantes.

Patologias psiquiátricas causadas pelo tabaco

Estudo publicado na revista 'Lancet Psychiatry', no primeiro semestre de 2015, revelou ligação entre psicose e tabaco, previamente também apontada por outros investigadores europeus. Este estudo realizado em cerca de 15 mil fumantes e 274 mil não fumantes confirmou que o consumo diário de tabaco foi associado ao aumento do risco de psicose e início mais precoce de perturbações psicóticas. Estudo sueco também parece confirmar a relação entre tabaco e esquizofrenia. Mas outros estudos ainda são necessários para afirmar plenamente a ligação.

Presença de cofatores de risco

Outros fatores de risco devem ser levados em consideração, tais como o papel do álcool, no caso de mortes por cirrose hepática ou a infecção pelo vírus da hepatite B e C, que são mais comuns entre fumantes. Mais estudos são necessários para confirmar algumas hipóteses presentes neste artigo.

Foto: © skyfish - Shutterstock.com
Publicado por Joana.Saude. Última modificação: 16 de outubro de 2017 às 13:32 por Pedro.CCM.
Este documento, intitulado 'Novas doenças provocadas pelo cigarro', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM Saúde (saude.ccm.net) ao utilizar este artigo.
Vírus zika: transmissão, sintomas e prevenção
Causas das manchas na vagina e vulva