Causas das manchas na vagina e vulva

Julho 2017

Da mesma forma que devemos examinar seios ou pele de maneira rotineira para observar possíveis mudanças, a vagina e a vulva também precisam ser avaliadas. Uma boa maneira de detectar problemas da vulva é examiná-la uma vez por mês.


Lentigo

O lentigo se refere a manchas de diferentes tamanhos, bem delimitadas e de cor marrom ou preta. Há três formas de lentigo: o lentigo simples, que aparece na infância e geralmente mede menos de 5 milímetros. Ele pode afetar qualquer região da superfície da pele e as mucosas, sem predileção por áreas expostas à radiação solar; o lentigo solar, que está relacionado à exposição ao sol e é mais frequente entre idosos; e o lentigo maligno, considerado um tipo de melanoma.

Nevus

A palavra nevus vem do latim naevus e consiste na proliferação de diferentes tipos de células na pele. Assim, pode haver nevus sebáceo, nevus melanocítico (proliferação de células pigmentadas, geralmente de cor preta), rufus (de cor vermelha, com aparência de um angioma ou acúmulo de vasos sanguíneos), coeruleus (de cor azul), entre outros. Não está claro de onde provém a célula névica. Muitos supõem que tem afinidade com o melanócito, célula responsável pela produção de melanina, o pigmento que dá cor marrom à pele.

Vitiligo

O vitiligo é uma doença degenerativa em que os melanócitos (células responsáveis pela pigmentação da pele) morrem, deixando de produzir melanina na área em que ocorreu a morte celular. A partir disso, surgem zonas branco-peroladas, com bordas bem definidas e simétricas. A periferia da lesão é caracterizada por ter cor castanha escura característica. As manchas podem se restringir a uma área da vulva. O vitiligo não é contagioso, nem por toque ou contato de qualquer espécie. Além disso, é assintomático.

Melanose vulvar

A melanose é uma desordem caracterizada pela descoloração escura do tecido orgânico causada pela acumulação de melanina. Pode ser facilmente confundida com outras lesões pigmentares vulvares, muitas delas malignas ou pré-malignas como o melanoma da vulva. Esta condição é causada por múltiplos fatores, tais como predisposição genética, pele escura, aumento da concentração de hormônios como o estrogênio, exposição ao sol e calor. Geralmente, estão localizados na região vulvar e perineal, sendo mais frequente nos pequenos lábios. Todos são de cor lisa, marrom ou preto. O tamanho varia de 1 a 5 centímetros de diâmetro.

Hemangioma

Hemangioma é uma neoplasia, geralmente benigna, dos vasos sanguíneos caracterizada pelo aparecimento de um grande número de vasos sanguíneos normais e anormais na pele ou órgãos internos. A maioria dos hemangiomas genitais está nos grandes lábios, mas também podem aparecer nos pequenos lábios, períneo e região perianal. Eles aparecem como manchas vermelhas. O hemangioma superficial não tem tratamento e geralmente desaparece por conta própria. Já o hemangioma cavernoso pode ser tratado com laser ou corticoides. Também tem sido utilizado o tratamento com propranolol com resultados satisfatórios.

Problemas de outras áreas

Problemas que afetam outras partes do corpo também podem afetar a vulva. Por exemplo, a psoríase é uma doença de pele que pode aparecer na vulva na forma de manchas vermelhas, grossas e escamosas e que podem causar coceira. Feridas na vulva também podem ser um sinal precoce da doença de Crohn. Se a doença primária é tratada, muitas vezes os sintomas vulvares também desaparecem. Eles também podem ser combatidos com cremes ou pomadas.

Foto: © Prazis - Shutterstock.com

Veja também

Artigo original publicado por . Tradução feita por Joana.Saude. Última modificação: 30 de março de 2017 às 16:10 por Pedro.Saude.
Este documento, intitulado 'Causas das manchas na vagina e vulva', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM Saúde (saude.ccm.net) ao utilizar este artigo.