1
Obrigado

Algumas palavras de agradecimento nunca são demais.

Púrpura: sintomas e tratamento


A púrpura é uma lesão da pele ou das mucosas que se caracteriza por sua natureza hemorrágica e o aspecto arroxeado das lesões. Em alguns casos, este problema pode ser bastante grave e, se não tratado, causar a morte do paciente.


Definição de púrpura

A púrpura diz respeito a uma saída anormal de glóbulos vermelhos dos vasos sanguíneos e seu posterior acúmulo na derme, provocando o surgimento de manchas arroxeadas na pele, daí o nome dado a esta condição médica. Em alguns casos, a púrpura também pode afetar determinadas mucosas.

Causas da púrpura

Há diferentes tipos de púrpura que se distinguem por suas causas. Na púrpura trombocitopênica, a diminuição do número de plaquetas na corrente sanguínea é o fator causador das manchas na pele. Já na púrpura vascular, a inflamação da parede dos vasos é a responsável pelo surgimento deste quadro. Neste caso, a inflamação dos vasos pode se dar por conta de infecções, formas de câncer, doenças do sangue, uso de medicamentos e doenças inflamatórias dos vasos.

Sintomas da púrpura

A púrpura se manifesta por erupções cutâneas roxas. Ela pode adotar três aspectos diferentes: equimótica, com lesões grandes; petéquia, em forma de pontos; ou em vibices, espécie de estrias lineares. Além disso, podem haver sinais de hemorragia pelo corpo, principalmente nas gengivas. Também é preciso sondar se o paciente está sofrendo de meningite.

Diagnóstico da púrpura

A púrpura não deve ser confundida com outros sinais cutâneos como equimoses. A diferença reside no fato de que as lesões purpúricas não se apagam com a pressão sobre a zona afetada. A púrpura é um sinal clínico que requer consulta rápida a um médico. Para descobrir sua causa, um exame de sangue dosa a taxa de plaquetas. Em crianças apresentando suspeita de meningite - febre, dor na nuca e de cabeça - a investigação para um quadro de púrpura é imperativa, pois indica a púrpura fulminante, de aparição e extensão rápida, cujo tratamento de urgência é essencial.

Tratamento da púrpura

Quando trata-se da púrpura fulminante, o uso de antibiótico por via intravenosa é indispensável e o paciente deve ser hospitalizado. Já em casos de púrpura com sinais hemorrágicos, uma transfusão de plaquetas pode ser necessária. Outros tratamentos da púrpura dependem da causa encontrada.

Foto: © Andy Lidstone - Shutterstock.com

Veja também

0 Comentário