Ergoterapia: reabilitação psicomotora

Faça uma pergunta
A ergoterapia é uma especialidade paramédica destinada às pessoas de todas as idades que sofrem de alguma deficiência motora ou psicomotora. Ela deve ser realizada por especialistas em reabilitação, chamados de ergoterapeutas, que buscam a melhora não apenas física, mas emocional do paciente e adaptam os exercícios à capacidade da pessoa e à sua rotina.


Público da ergoterapia

Os serviços de um ergoterapeuta são geralmente prescritos por um médico às pessoas que sofrem de doenças incapacitantes, como doenças crônicas (aterosclerose, mal de Alzheimer, artrite reumatoide), deficiências motoras temporárias ou permanentes causadas por acidente ou traumatismo. Crianças com problemas psicomotores e atraso no desenvolvimento e idosos com problemas de locomoção também podem fazer ergoterapia.

A ergoterapia pode ser feita em hospitais ou centros de reabilitação motora e readaptação funcional para adultos e crianças. Em alguns casos, o ergoterapeuta também pode ir à casa do paciente, especialmente para atender idosos de cama e deficientes físicos permanentes.

Métodos da ergoterapia

Antes de iniciar os cuidados com o paciente, o ergoterapeuta avalia com a própria pessoa e seus familiares quais as dificuldades cotidianas enfrentadas pela pessoa, bem como o local onde os problemas se exprimem (escola, trabalho, casa) para definir de maneira específica quais exercícios e de que maneira estes serão propostos.

Definida essa situação, diferentes técnicas podem ser empregadas na atenção ao paciente, como reeducação motora, uso de atividades lúdicas (principalmente para crianças) e aprendizado de movimentos técnicos para compensar a deficiência do paciente.

Foto: © stylephotographs - 123RF.com
Dra. Marta Marnet

CCM Saúde é uma publicação informativa realizada por uma equipe de especialistas de saúde e redatores supervisionados pela Dra. Marta Marnet (número de registro 19741 no Colégio de Médicos de Barcelona, Espanha).

Mais informações sobre a equipe do CCM Saúde

Veja também