Causas do sangramento menstrual excessivo

Maio 2017

A hipermenorreia ou menorragia se define como um sangramento menstrual excessivo. Esse transtorno não deve ser confundido com os sangramentos entre as menstruações ou com outros distúrbios do ciclo menstrual, como a polimenorreia ou a dismenorreia. Essas alterações do ciclo menstrual devem receber a atenção adequada já que nem sempre são problemas apenas hormonais. Ao primeiro sinal de mudança no ciclo, o melhor é consultar seu ginecologista.


Quando o sangramento é excessivo

O sangramento é considerado excessivo quando ocorre uma variação significativa do padrão menstrual da mulher. A menstruação varia em cada mulher mas o sangramento é considerado anormal em quatro situações diferentes: quando dura mais de sete dias, quando o ciclo é inferior a 21 dias, quando surgem coágulos no sangue ou quando a perda de sangue supera os 80 mililitros, ou seja, quando o absorvente fica cheio de sangue em apenas uma hora. Além de durar mais tempo, a menstruação também pode ser mais dolorosa nessas ocasiões. Outro sintoma percebido é sensação de fadiga e, em alguns casos, falta de ar, que podem ser também um sintoma de anemia provocada pelo sangramento excessivo.

Causas do sangramento excessivo

Na lista de possíveis causas estão incluídas alterações hormonais, disfunções dos ovários, patologias uterinas, infecções pélvicas, fibromas e pólipos. Como acontece com outros problemas da menstruação, algumas mulheres têm maior predisposição para a hipermenorreia. Aquelas com obesidade, que estão entrando na menopausa ou que tem histórico familiar de sangramento excessivo fazem parte do grupo de risco para a hipermenorreia.

Diagnóstico da hipermenorreia

Ao constatar uma anomalia do fluxo menstrual, o médico, após realizar um exame ginecológico e estudar o histórico da paciente, pode prescrever testes adicionais para se certificar sobre a causa do transtorno, especialmente se há suspeita de anormalidades no útero ou outras doenças.

Tratamento da hipermenorreia

O tratamento depende das causas e, por isso, pode ser médico ou cirúrgico. Quando o excesso de fluxo menstrual é causado por um desequilíbrio hormonal, o médico pode prescrever o uso da pílula anticoncepcional (ou mudança de marca, no caso de mulheres que já tomam o remédio). Nas ocasiões em que a perda excessiva de sangue tenha provocado queda nos níveis de ferro ou outros nutrientes será necessário um exame de sangue para a prescrição de suplementos específicos. Já problemas no útero, por exemplo, podem exigir uma cirurgia para sua resolução.

Foto: © zazdravnaya - Shutterstock.com

Veja também

Artigo original publicado por . Tradução feita por Pedro.Saude. Última modificação: 13 de abril de 2017 às 10:26 por Natali.Saude.
Este documento, intitulado 'Causas do sangramento menstrual excessivo', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM Saúde (saude.ccm.net) ao utilizar este artigo.