Edema cerebral: tipos e causas

Novembro 2017

O edema cerebral corresponde a uma acumulação anormal de líquido no cérebro, aumentando o volume da massa cerebral e a pressão intracraniana. O edema cerebral pode ser localizado ou difuso e existem diferentes tipos de edema, tais como o edema cerebral citotóxico ou celular, edema cerebral vasogênico e edema cerebral osmótico.


Causas do edema cerebral

Edema cerebral celular

O edema cerebral celular ou citotóxico corresponde a uma retenção de água e sódio no interior das células cerebrais em razão de uma anomalia no metabolismo celular. Esse tipo de edema é normalmente fruto de quadros como uma isquemia cerebral, hipotermia, traumatismo craniano ou parada cardíaca.

Edema cerebral vasogênico

Nos casos de edema cerebral vasogênico, o líquido se infiltra em torno das células. Essa forma costuma coexistir com o edema celular e é geralmente consequência de um traumatismo, hipertensão ou presença de um tumor. O edema cerebral vasogênico também pode ser causado por uma dificuldade de oxigenação do cérebro em altitudes elevadas.

Edema cerebral osmótico

O edema cerebral osmótico resulta geralmente de uma intoxicação por água, ocasionada por hiperidratação, situação em que o corpo absorve mais água do que o necessário. Esses casos devem-se a gastroenterites, prática intensiva de esportes e certos problemas mentais.

Foto: © Jezper - Shutterstock.com
Publicado por Pedro.CCM. Última modificação: 11 de abril de 2017 às 13:32 por Pedro.CCM.
Este documento, intitulado 'Edema cerebral: tipos e causas', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM Saúde (saude.ccm.net) ao utilizar este artigo.