Transmissão da Aids: formas de contágio

Novembro 2017

Antes de tudo, é preciso compreender que quando falamos de transmissão da Aids estamos nos referindo, na verdade, à transmissão do vírus HIV. A presença deste patógeno no organismo é responsável pelo surgimento da síndrome da imunodeficiência adquirida (Aids, na sigla em inglês). Veja aqui, portanto, quais as formas de contágio do HIV.


Transmissão por via sexual

A Aids é uma doença sexualmente transmissível e a via sexual é a principal forma de contágio do vírus HIV. Qualquer forma de relação sexual pode transmitir o HIV. No entanto, o sexo anal é a mais perigosa delas. Especialistas apontam que o sexo anal tem 18 vezes mais risco de transmitir o HIV do que o sexo vaginal. Para prevenir a transmissão sexual do HIV, é essencial utilizar preservativos em qualquer relação sexual, até mesmo durante o sexo oral.

Transmissão materno-fetal

A transmissão do vírus HIV de mãe para filho também pode ocorrer. Para evitar esta forma de contágio, é preciso que a gestante portadora do vírus realize tratamento preventivo durante a gravidez para suprimir a carga viral em seu organismo e impedir o contágio do feto. A transmissão de mãe para filho também pode ocorrer no momento do parto e durante a amamentação, o que exige cuidados especiais também nestes períodos.

Outras formas de contágio

O vírus HIV também pode ser transmitido por meio do compartilhamento de seringas com pessoas infectadas - normalmente no consumo de drogas injetáveis - e transfusão de sangue infectado. Por conta disso, todo sangue doado é inspecionado pelas autoridades de saúde para impedir a transmissão. Porém, homossexuais são impedidos de doar sangue na maioria dos países, inclusive no Brasil, o que é visto por muitos como uma forma de preconceito contra este grupo populacional.

Outra forma de preconceito é contra os portadores do vírus HIV. Pela devastação que provocou em todo o mundo a partir dos anos 1980, ainda hoje muita gente acredita que o contato com um portador do vírus pode transmitir a doença. Mas isso não é verdade e estes mitos precisam ser combatidos com o aumento da compreensão a respeito da doença. Beijos, abraços e compartilhamento de objetos como pratos e copos com uma pessoa HIV positiva não provoca nenhum risco de transmissão do vírus.


Foto: © pittawut - Shutterstock.com
Publicado por Pedro.CCM. Última modificação: 10 de março de 2017 às 08:21 por Pedro.CCM.
Este documento, intitulado 'Transmissão da Aids: formas de contágio', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM Saúde (saude.ccm.net) ao utilizar este artigo.