Causas e tratamento da fobia social

Faça uma pergunta
A fobia social corresponde a uma hipersensibilidade ao julgamento dos outros. Ao contrário da timidez, a fobia social altera consideravelmente a qualidade de vida do seu portador, pois ele mexe em sua rotina, relações sociais e amorosas e até mesmo no desenvolvimento profissional da pessoa.


Causas da fobia social

A fobia social possui diversas causas. Ela pode ser consequência de uma experiência social humilhante, normalmente ocorrida durante a infância, ou de um evento traumático, bullying, agressões, entre outros. A fobia social também pode ter sua origem na relação da pessoa com os pais e ser desenvolvida a partir do contato com pais distantes ou superprotetores.

Sintomas da fobia social

Os sintomas característicos da fobia social são crises de ansiedade, sentimento de vergonha, medo de julgamentos, pensamentos negativos e baixa autoestima. A fobia social também se traduz por comportamentos de dissimulação: recusa a convites de promoção profissional para evitar comentários de colegas, evitar olhar nos olhos de outras pessoas, evitar emitir opiniões. Há também sintomas físicos da fobia social, como tremores, vertigem, aumento do ritmo cardíaco (taquicardia), transpiração excessiva e rubor no rosto.

Fobia social e timidez

A fobia social não deve ser confundida com a timidez, que se exprime em um mero aborrecimento e que tende a evoluir de maneira positiva com o tempo. A fobia social é uma situação extrema que traz grandes prejuízos à vida social e profissional do portador. Enquanto pessoas tímidas são capazes de superar seus medos, o portador de fobia social é incapaz de tal ação.

Tratamento da fobia social

Os tratamentos habituais para fobia social são a terapia cognitiva e comportamental e o uso de medicamentos. Em grupo ou individual, a terapia faz o paciente se confrontar com seus medos. Técnicas de relaxamento e meditação também podem ser empregadas.

Medicamentos para fobia social

O tratamento medicamentoso da fobia social é feito com antidepressivos para combater os sintomas do distúrbio, principalmente as suas manifestações físicas. O efeito é rápido, mas a eficácia do tratamento não se mantém no longo prazo sem um acompanhamento próximo de um psicólogo.

Foto: © Andrea Slatter - Shutterstock.com
Dra. Marta Marnet

CCM Saúde é uma publicação informativa realizada por uma equipe de especialistas de saúde e redatores supervisionados pela Dra. Marta Marnet (número de registro 19741 no Colégio de Médicos de Barcelona, Espanha).

Mais informações sobre a equipe do CCM Saúde

Veja também