Transtornos bipolares


Definição

os transtornos bipolares, chamados antigamente de doença maníaco-depressiva, se manifestam por um transtorno crônico do humor com alternância de fases eufóricas, às vezes até delirantes, e de fases de depressão. É, portanto uma doença psiquiátrica caracterizada por uma importante flutuação do humor. Os estados levados aos extremos, podem produzir delírios e alucinações ou até um comportamento perigoso às vezes podendo levar a uma falta de segurança. A organização mundial de saúde classifica os transtornos bipolares entre as 10 doenças que mais impactam a vida do paciente.

Manifestações

os sintomas de transtornos bipolares são os da depressão e de episódios maníacos, surgindo por intermitência:
Os sintomas da fase depressiva são:
  • Profunda tristeza e desespero;
  • Falta de vontade, perda da vitalidade;
  • Lentidão psíquica e motora;
  • Perda de interesse e motivação;
  • Pessimismo, culpabilidade, depreciação;
  • Se dobrar sobre si;
  • Risco de suicídio.


Os sintomas de uma fase maníaca são:
  • Euforia, exaltação de humor;
  • Hiperatividade
  • Otimismo que transborda sentimento de poder total;
  • Desinibição, contato familiar;
  • Aceleração do comportamento psíquico;
  • Delírios às vezes;
  • Risco de se colocar em perigo.

Diagnóstico

os transtornos bipolares são diagnosticados graças a uma entrevista durante a qual o médico mede a duração das fases de exaltação e as fases de depressão. Trata-se também de se dar conta de quais são os antecedentes familiares e o ambiente no qual o paciente evolui. O interrogatório do entorno é muito rico em informações, o bipolar sendo raramente consciente do seu problema.

Tratamento

uma vez o diagnóstico sendo feito, o tratamento é geralmente necessário para a vida. As moléculas mais comumente utilizadas são os sais de lítio, neurolépticos e medicamentos antiepiléticos. Um psicoterapeuta acompanhará o tratamento médico, para melhor controle dos sintomas da doença e educar o paciente sobre a sua doença. Os episódios pontuais devem ser igualmente tratados. Os episódios depressivos com um tratamento antidepressivo, e os episódios maníacos com um aumento das doses dos sais de lítio.

Prevenção

os transtornos bipolares não podem ser antecipados. Enquanto isso, é possível limitar o surgimento dos episódios agudos. O paciente deverá adotar uma boa higiene de vida sana, com horários regulares, sempre evitando o estresse, o abuso de substâncias tóxicas como o álcool, a maconha e drogas pesadas, e conhecer sua doença e seu tratamento. O ambiente tem um papel importante.
Publicado por asevere. Última modificação: 16 de dezembro de 2014 às 14:48 por asevere.
Este documento, intitulado 'Transtornos bipolares', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM Saúde (saude.ccm.net) ao utilizar este artigo.
Desidratação nos bebês
Cardiomiopatia