Produtos afrodisíacos

Junho 2017

O termo afrodisíaco vem do grego e se refere a Afrodite, deusa da beleza e do amor. Ele designa qualquer alimento natural que tem por objetivo aumentar o desejo e as capacidades sexuais de quem a ingere. Seu uso, na maioria das vezes, está associado ao incremento da potência sexual dos homens.


Produto afrodisíaco é mito ou verdade

Diversos especialistas afirmam que nenhum produto possui realmente a capacidade de criar ou aumentar o prazer sexual. O que acontece é, segundo eles, um efeito placebo, quando algo alcança bons resultados somente pelo fator psicológico gerado com a sua ingestão. Se o uso ocasional de um afrodisíaco permite acentuar o desejo e proporciona mais variações durante o sexo, ele não é capaz de resolver problemas na relação que se refletem na hora do sexo ou dificuldades físicas de ereção. Nesses casos, o produto apenas retarda a ida ao médico.

Substâncias afrodisíacas

A lista de alimentos e bebidas que possuem efeitos afrodisíacos é extensa e varia de produtos com circulação restrita e outros vendidos em larga escala. É possível citar, por exemplo, os casos da pimenta, ginseng, catuaba, açaí, amendoim, ovo de codorna e gengibre. Chocolate, café e guaraná também são considerados afrodisíacos.

Perigo dos produtos afrodisíacos

Algumas plantas afrodisíacas, quando consumidas em excesso, podem ser perigosas para a saúde. Por conta disso, consulte um médico ou farmacêutico antes de tomar qualquer produto para evitar problemas de sobredosagem e os efeitos colaterais das plantas.

Foto: © iprachenko - Shutterstock.com

Veja também

Publicado por Pedro.CCM. Última modificação: 9 de junho de 2017 às 11:15 por Pedro.CCM.
Este documento, intitulado 'Produtos afrodisíacos', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM Saúde (saude.ccm.net) ao utilizar este artigo.