Os riscos da suplementação alimentar

Agosto 2017

Suplementos alimentares como a creatina e o whey protein são cada vez mais populares entre os frequentadores de academias de ginástica. Porém, seu uso pode trazer riscos à saúde e até mesmo elevar o risco do usuário ter câncer, apontam estudos internacionais.


Riscos dos suplementos

Sobrecarga aos órgãos

Suplementos, como o próprio nome diz, inserem quantidades de nutrientes no corpo para completar aquilo que ingerimos nas refeições. Por isso, seu uso, de acordo com alguns médicos, só é indicado para quem sofre de déficit nutricional. Quando consumido por quem não sofre desse mal, os suplementos acabam provocando uma sobrecarga dos órgãos responsáveis pelo metabolismo, como fígado e rins, podendo provocar doenças e a falência desses órgãos, dependendo da quantidade utilizada.

Câncer de testículo

Segundo estudo realizado por pesquisadores da Universidade Brown, nos Estados Unidos, o uso de suplementos alimentares como creatina, BCAA e whey protein, eleva em 65% o risco do surgimento de câncer nos testículos. A taxa de risco sobe para 121% se o usuário tiver menos de 25 anos e alcança os 177% quando dois ou mais produtos são combinados.

Anabolizantes presentes

Se os suplementos alimentares por si só trazem riscos para a saúde, a presença de anabolizantes, substâncias proibidas, eleva ainda mais o perigo. Estima-se que um em cada três suplementos seja combinado com alguma forma de anabolizante, responsável por problemas hormonais, psicológicos, doenças cardiovasculares e câncer. Por conta disso, é importante só fazer uso de suplementos prescritos por um médico e comprados em lojas confiáveis.

Uso de suplemento por jovens

Além do risco aumentado de câncer, de acordo com a pesquisa norte-americana, o uso de suplementos alimentares não é recomendado para jovens que ainda não chegaram ao fim do seu crescimento (18 anos para mulheres e 21 para homens). A substância whey protein, aliás, tem venda e uso proibidos para menores de 15 anos no Brasil.

Doping esportivo

Muitas substâncias presentes em suplementos alimentares são consideradas doping em competições esportivas. Portanto, o uso de suplementos por atletas deve ser feito com ainda mais rigor e acompanhamento aproximado de pessoal especializado para evitar a ingestão de substâncias proibidas pelas autoridades antidoping.

Consulte um especialista

O principal conselho para quem deseja utilizar suplementos em busca de um corpo definido é se aconselhar com um especialista gabaritado e seguir as suas orientações de uso. Informar-se com colegas não especializados da academia, por exemplo, pode trazer grandes riscos à sua saúde.

Foto: © Maxx-Studio - Shutterstock.com

Veja também

Publicado por Pedro.CCM. Última modificação: 6 de julho de 2017 às 12:31 por Pedro.CCM.
Este documento, intitulado 'Os riscos da suplementação alimentar', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM Saúde (saude.ccm.net) ao utilizar este artigo.