Problemas de memória e uso de medicamentos

Dezembro 2017

Muitas pessoas, especialmente idosos com mais de 60 anos, têm problemas de memória que causam preocupação por causa do medo da doença de Alzheimer. No entanto, a maioria delas ignora que, muitas vezes, alguns medicamentos podem ser a causa desses problemas.


Estudo científico

Um estudo realizado pela médica Cara Tannenbaum, professora do Instituto Universitário de Geriatria de Montreal e da Universidade de Montreal, em colaboração com pesquisadores da Universidade de Sydney, na Austrália, da Universidade de Calgary, no Canadá, e da Faculdade de Saúde Pública da Universidade de Iowa, nos Estados Unidos, mostraram os efeitos de certos medicamentos sobre os problemas de memória.

Problemas de memória

Esquecer um compromisso, o nome de uma pessoa, não encontrar suas chaves, ter dificuldade em lembrar informações imediatas ou muito recentes, esquecer óculos ou algum objeto em casa ou no trabalho. Esses são problemas benignos da memória que não devem preocupar, especialmente quando a pessoa está consciente.

Estar ciente da evolução de alguns problemas de memória pode ajudar a reconhecer os primeiros sinais da doença de Alzheimer com 6 a 12 anos de antecedência. Entretanto, por outro lado, medicamentos para distúrbios do sono e alguns antidepressivos podem causar problemas de memória de diferentes graus de severidade.

Benzodiazepínicos e problemas de memória

Os benzodiazepínicos têm ação sobre o sistema nervoso central: essas moléculas possuem propriedades ansiolíticas, hipnóticas e anticonvulsivantes, mas em diferentes níveis, dependendo de sua estrutura química. Os benzodiazepínicos podem causar amnésia anterógrada que corresponde à perda da memória recente. O risco deste problema aumenta em proporção com a dose. Além disso, ligações entre benzodiazepinas e demência são discutidas há vários anos, devido ao risco de ocorrência de problemas de memória.

Um estudo francês realizado na Universidade de Bordeaux, publicado em setembro de 2012 na 'British Medical Journal', mostra que pessoas que usam benzodiazepínicos por longa duração correm risco 50% maior de sofrer de problemas de demência como Alzheimer ou condições relacionadas do que aquelas que não usam. Os distúrbios da memória estão associados à dose e duração da administração destes medicamentos.

Antidepressivos tricíclicos

Os antidepressivos tricíclicos também podem causar distúrbios de atenção, concentração e processamento de informações.

Anti-histamínicos

Os medicamentos anti-histamínicos prescritos mais frequentemente no tratamento de manifestações alérgicas podem causar sonolência, mas também distúrbios de memória, tais como diminuição do processamento da informação e diminuição da atenção.

Outros medicamentos

Medicamentos analgésicos opioides e drogas anticolinérgicas também podem causar distúrbios de memória.

Foto: © premkh - Shutterstock.com

Veja também

Publicado por Joana.Saude. Última modificação: 15 de agosto de 2017 às 14:25 por Pedro.CCM.
Este documento, intitulado 'Problemas de memória e uso de medicamentos', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM Saúde (saude.ccm.net) ao utilizar este artigo.
Ácaros: o que são e onde vivem
Riscos do uso de piercing nos lábios