Diafragma: o que é, como funciona, vantagens e desvantagens

Abril 2018

O diafragma é um dos tantos métodos contraceptivos disponíveis atualmente. Apesar de ser livre de hormônios, sua eficácia é menor do que outras opções para impedir a gravidez, o que reduz seu uso entre as mulheres. A decisão sobre o uso desse método anticoncepcional cabe ao ginecologista em comum acordo com a sua paciente.


O que é?

O diafragma é um pequeno anel revestido de borracha que atua como barreira à passagem de espermatozoides pelo útero. Com isso, o gameta masculino fica impedido de alcançar as trompas de Falópio e, assim, se torna incapaz de fecundar o óvulo. O diafragma tem validade de até três anos. No entanto, ele deve ser alterado em caso de ganho ou perda expressiva de peso da mulher para que seu tamanho se ajuste de maneira exata ao colo do útero da mulher.

Como funciona?

A mulher deve introduzir o diafragma pelo canal vaginal cerca de 20 minutos antes da relação sexual e retirá-lo 12 horas após o fim das relações. Com ele na posição adequada, os espermatozoides lançados dentro da vagina não conseguem passar pela barreira na entrada do útero e não encontram o óvulo para realizar a fecundação.


Vantagens e desvantagens

A principal vantagem do diafragma é a ausência do uso de hormônios. Com isso, ele não possui efeitos colaterais e pode ser usado por mulheres que sofrem com problemas importantes ao utilizarem pílulas anticoncepcionais ou o DIU hormonal. Além disso, o diafragma não exige, como no caso da pílula, que a mulher lembre diariamente do seu uso, mas apenas quando mantiver relações sexuais. Além disso, ter o diafragma como método contraceptivo reduz o risco de câncer de colo do útero.

Por outro lado, o diafragma possui eficácia reduzida em comparação a outros métodos mais conhecidos. Em média, ele previne a gravidez em 88% dos casos enquanto a pílula e o DIU, por exemplo, possuem eficácia de quase 100%. Por isso, o diafragma deve ser utilizado junto a um espermicida para reduzir os riscos de falha.

Como usar o diafragma

O diafragma deve ser colocado na vagina pouco antes da relação sexual. Em primeiro lugar, a mulher deve urinar e lavar bem as mãos. Na sequência, passe o creme espermicida, que pode ser facilmente encontrado em farmácias, na parte interna do diafragma e introduza o dispositivo no fundo da vagina. Com um ou dois dedos, confira se o diafragma está bem ajustado ao corpo, em contato com o osso pubiano e com o encaixe adequado.

Foto: © pixelrobot/guniita - 123RF.com
Publicado por Pedro.CCM. Última modificação: 12 de março de 2018 às 11:19 por Pedro.CCM.
Este documento, intitulado 'Diafragma: o que é, como funciona, vantagens e desvantagens', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM Saúde (saude.ccm.net) ao utilizar este artigo.
Gardnerella: sintomas e tratamento
Principais dúvidas sobre a vasectomia