Parar de fumar e redução do estresse

Abril 2018

Muitos fumantes querem parar de fumar, mas continuam porque eles estão certos de que fumar relaxa, acalma as suas ansiedades e os impede de sofrer uma depressão. Portanto, temem que parar de fumar provoque o aparecimento de ansiedade ou depressão. Mas é importante lembrar que o tabagismo provoca uma diminuição do diâmetro das artérias e o aumento da pressão arterial, sintomas que não podem realmente levar a uma sensação de calma.


Tabagismo e problemas psicológicos

Vários estudos indicam a relação entre tabagismo e certos problemas psicológicos. Um estudo publicado em 2014 no `British Medical Journal', mostra que parar de fumar pode produzir efeitos semelhantes ou mesmo superiores às medicações antidepressivas. Uma análise realizada em 2014 por uma equipe do Reino Unido mostra que parar de fumar tem benefícios psicológicos.


Vinte e oito estudos anteriores revisados pela pesquisa britânica permitiram avaliar o estado psicológico de fumantes. Incluindo alguns que deixaram de fumar e outros que continuaram. Os questionários foram feitos poucos dias após os voluntários terem parado de fumar, após dois meses.

Resultados do estudo

Os fumantes que pararam de fumar experimentaram diminuição da ansiedade e dos sintomas depressivos. Além disso, a sua qualidade de vida psicológica melhorou e a mentalidade tornou-se mais positiva.

Melhoras a longo prazo

Os mesmos sentimentos são experimentados até seis meses depois de parar de fumar e se mantêm estáveis.

Causas dos problemas psicológicos

O tabagismo crônico está associado a alterações neurológicas que parecem ter relação com transtornos de humor e aparecem logo após fumar um cigarro. Então, o próximo cigarro elimina estes problemas por alguns momentos, mas, em seguida, provoca outros episódios de estresse.

Quanto mais cigarro for consumido, mais intenso é esse fenômeno, ocasionando variações de humor ao longo do dia do fumante. Assim, o fumante se equivoca ao pensar que fumar relaxa e acalma as suas ansiedades, enquanto o oposto é o que ocorre. O cigarro parece acalmar apenas durante um pequeno intervalo de tempo.

cigarro não relaxa e não tem efeito antidepressivo

Fumantes devem aceitar que fumar não relaxa e não tem efeito antidepressivo e entender. Essa sensação, quando existe, tem duração muito curta e seus efeitos a longo prazo são prejudiciais, não benéficos.

Foto: © Ljupco-Smokovski - Shutterstock.com
Publicado por Joana.Saude. Última modificação: 9 de janeiro de 2018 às 11:13 por Pedro.CCM.
Este documento, intitulado 'Parar de fumar e redução do estresse', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM Saúde (saude.ccm.net) ao utilizar este artigo.
Psoríase: sintomas e evolução
Fatores de risco da diabetes