Glóbulos vermelhos altos e baixos

O hemograma completo é um dos exames de sangue mais solicitados por médicos de diferentes especialidades, pois ele faz a contagem de diversas células do sangue e mede sua concentração no plasma sanguíneo. Tanto as taxas dos glóbulos vermelhos quanto dos glóbulos brancos e plaquetas são medidas por meio desse exame.


O que são os glóbulos vermelhos

Os glóbulos vermelhos são as células sanguíneas mais numerosas e têm a função de transportar o oxigênio para os pulmões e demais órgãos. O cálculo de sua presença no sangue permite que sejam diagnosticadas doenças como a anemia.

O que é hemoglobina

Cada glóbulo vermelho contém hemoglobina, proteína rica em ferro que transporta oxigênio dos pulmões para o restante dos órgãos, eliminando gás carbônico do organismo. A hemoglobina tem a típica tonalidade vermelha do sangue e possui cerca de 65% das reservas de ferro do organismo.

Taxa normal de hemoglobina

Uma taxa normal de hemoglobina em homens fica entre 13 e 18 gramas por 100 mililitros de sangue ao passo que, em mulheres, varia de 11,5 a 15 g/100 ml.

Taxas de glóbulos vermelhos

Os resultados de exames de sangue não são suficientes para diagnosticar com certeza a presença de uma doença. Apenas um especialista, com os resultados, pode definir cada situação. O número total de glóbulos vermelhos varia de 3.5 milhões a 6 milhões por milímetro cúbico de sangue. Essa taxa pode flutuar de acordo com a idade, o sexo e a existência de uma gestação.

Glóbulos vermelhos de crianças

Em recém-nascidos, o número de glóbulos vermelhos é de aproximadamente 5,8 milhões/mm3, ao passo que as taxas de hemoglobina vão de 18 a 20 g/100 ml. Em crianças, os glóbulos vermelhos podem ir de 3,6 a 4,8 milhões e a hemoglobina varia entre 11 e 12 g/100 ml.

Glóbulos vermelhos em homens

Os glóbulos vermelhos presentes em uma pessoa do sexo masculino variam entre 4,5 e 6 milhões/mm3 e a hemoglobina vai de 13 a 18 g/100 ml.

Glóbulos vermelhos em mulheres

Em mulheres, o número de glóbulos vermelhos vai de 4 a 5,4 milhões/mm3 e a hemoglobina é de aproximadamente 14 g/100 ml - número que diminui em caso de gravidez.

Glóbulos vermelhos baixos

Em caso de valores baixos, é possível que a pessoa esteja com uma anemia, associada também a uma redução da hemoglobina. Na maior parte das vezes, a doença pode ser tratada com suplementação do consumo de ferro pelo paciente, mas existem formas mais agressivas de anemia.

Glóbulos vermelhos altos

Caso um hemograma aponte que os glóbulos vermelhos estão altos, fala-se de policitemia. Essa condição tem duas formas: primária (ou vera) e secundária. No primeiro caso, o paciente apresenta um distúrbio na medula que leva à sobreprodução de glóbulos vermelhos. Já a policitemia secundária deriva de condições graves como doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC) e tumores renais. Em ambos os casos, a doença provoca lentidão no trânsito sanguíneo e pode se complicar em dores de cabeça, tonturas e até infarto.

Foto: © Ciprian Stremtan - Shuttertock.com
Artigo original publicado por p.horde. Tradução feita por Natali_CCM. Última modificação: 24 de outubro de 2017 às 11:05 por Pedro.CCM.
Este documento, intitulado 'Glóbulos vermelhos altos e baixos', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM Saúde (saude.ccm.net) ao utilizar este artigo.
Como tratar a fimose
H. pylori: sintomas, diagnóstico e tratamento