Cisto cutâneo

Novembro 2017


Definição

um cisto é uma massa que se desenvolve nos tecidos. Existem diversas variáveis dos cistos cutâneos, ou seja, visíveis ou palpáveis sob a pele. Eles podem se localizar em qualquer parte do revestimento cutâneo. Encontramos entre os mais frequentes:
  • Os cistos sinovais, se desenvolvendo em proximidade a uma articulação e a partir das membranas sinoviais, cercando as articulações;
  • Os cistos mucoides, de estrutura próxima às das mucosas, paredes revestindo alguns órgãos como o aparelho digestivo ou os pulmões;
  • Os cistos enteroides, cuja estrutura lembra a do intestino;
  • Os cistos epidermoides, desenvolvidos às custas da camada superficial da pele;
  • Os cistos pilonidais, a partir dos pelos;
  • Os cistos sebáceos, tumor desenvolvido a partir de uma glândula sebácea, glândula que secreta uma matéria engordurando a pele; os encontramos principalmente durante a acne...

Na maioria dos casos, os cistos são sebáceos, epidermoides ou sinoviais.

Manifestações

os sintomas são assim reconhecíveis:
  • Aparição de uma massa de tamanho mais ou menos importante no nível da pele visível ou palpável;
  • Dores às vezes no nível da zona afetada;
  • Aumento do calor no seu nível, vermelhidão e inchaço fazem suspeitar de uma infecção do cisto.

Os cistos, em algumas localizações, podem ser particularmente incômodos, principalmente os cistos sinoviais que podem atrapalhar os movimentos, os cistos pilonidais no nível das nádegas que se infectam frequentemente, os cistos no nível dos pés que atrapalham a caminhada...

Diagnóstico

o diagnostico é clínico. O cisto é facilmente visível e palpável. Uma punção pode ser realizada (sob recomendação médica) para eliminar a possibilidade de tumor cancerígeno.

Tratamento

O tratamento depende do tipo de cisto suspeitado e do incômodo ocasional. Na maioria dos casos, os cistos são benignos e não geram nenhum sintoma. A abstenção terapêutica é portanto implementada. Em caso de incômodo grave ou de dúvida sobre sua natureza, o tratamento consistirá em:
  • Acompanhar a evolução do cisto;
  • Proceder à sua retirada cirúrgica: uma tal intervenção permite extrair os cistos sob anestesia geral, principalmente em caso de sobreinfecção do mesmo.
Publicado por asevere. Última modificação: 16 de dezembro de 2014 às 14:48 por asevere.
Este documento, intitulado 'Cisto cutâneo', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM Saúde (saude.ccm.net) ao utilizar este artigo.