Hemorroidas: tratamento e prevenção

Dezembro 2017

Doença dolorosa mas benigna, a hemorroida afeta cerca de uma a cada três pessoas. A doença é resultado da dilatação anormal das veias situadas acima (hemorroida interna) ou abaixo (hemorroida externa) do esfíncter anal. Apenas as hemorroidas externas são visíveis a olho nu.


Fatores de risco das hemorroidas

Diversos fatores aumentam os riscos de um paciente apresentar alguma das formas de hemorroida, como gravidez e parto, constipação, sobrepeso e obesidade, sedentarismo e histórico familiar.

Sintomas das hemorroidas

A hemorroida é acompanhada de sintomas bastante característicos, como dor anal forte e prolongada, especialmente durante a defecação, aparecimento de manchas na região anal e sensação de queimação no ânus. Também podem ser verificados sangramentos, principalmente em caso de hemorroidas internas.

Tratamento das hemorroidas

O tratamento de hemorroidas externas é feito através da regularização do funcionamento do intestino a partir da adoção de uma dieta rica em fibras, prescrição ocasional de laxantes e aplicação de cremes ou pomadas anti-inflamatórias. O uso de medicamentos por via oral para a dor e para melhorar a circulação venosa na região também pode ser recomendado.

O recurso à cirurgia é indicado em casos específicos. Nessa situação, o procedimento é feito com o paciente sob anestesia local e visa a extrair os coágulos formados na região anal.

Prevenção das hemorroidas

A melhor forma de prevenir as hemorroidas é lutando contra a constipação. Para isso, mantenha uma alimentação equilibrada e beba cerca de 2 litros de água por dia. A atividade física regular também é importante para garantir uma boa circulação sanguínea.

Foto: © absolut images - Shutterstock.com
Publicado por Pedro.CCM. Última modificação: 14 de outubro de 2017 às 20:47 por Natali_CCM.
Este documento, intitulado 'Hemorroidas: tratamento e prevenção', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM Saúde (saude.ccm.net) ao utilizar este artigo.
Tártaro nos dentes: o que é e como remover
Dor de garganta: diagnóstico e tratamento