Bicho-de-pé: o que é, como tratar, sintomas

Veja nesta dica informações sobre o bicho-de-pé, inseto minúsculo que pode penetrar na pele humana e provocar infecções.


O que é?

O bicho-de-pé é um inseto da ordem das pulgas cujo nome científico é Tunga penetrans. Bastante comum nas zonas rurais da América do Sul e Central, o bicho-de-pé vive principalmente em lamaçais e terrenos arenosos localizados em áreas de clima quente e com sombra. Apenas a fêmea fecundada penetra a pele humana. Seu nome se deve à maior ocorrência de sua penetração por entre os dedos do pé de pessoas que andam descalças nesses locais, pois a pele nessa região é mais fina.

Como se pega o bicho-de-pé

A fêmea fecundada do bicho-de-pé penetra na pele humana através do simples contato de uma pessoa em locais como chiqueiros e currais, principalmente quando se pisa descalço nesses terrenos. Na sequência, a fêmea passa a secretar uma substância que fura a pele.

Ao longo de seu desenvolvimento, ela pode inchar até 80 vezes o seu tamanho. O bicho-de-pé mantém uma abertura com o mundo exterior por onde respira e libera cerca de 3 mil ovos. Após completar a liberação, ela sai e morre ou é expelida pelo organismo do hospedeiro.

Sintomas

O bicho-de-pé provoca dois sintomas principais: coceira intensa na região afetada - não só os pés como também mãos, ânus e pálpebras - e ulcerações, que podem ser a porta de entrada para infecções. Se não tratada corretamente, a infecção pelo bicho-de-pé pode causar complicações importantes, tais como dificuldades de locomoção, necrose óssea e necessidade de amputação dos dedos.

Doenças que o bicho-de-pé pode transmitir

A infecção pelo bicho-de-pé causa uma doença chamada tungíase. Além disso, as lesões na pele provocadas pela penetração do inseto aumentam os riscos de infecções secundárias. Entre elas estão blastomicose, tétano e gangrena gasosa. As duas últimas condições podem ser fatais.

Como tirar o bicho-de-pé

A única maneira de retirar o bicho-de-pé é através de um procedimento cirúrgico. Em casos menos graves, o médico consegue retirar o inseto apenas com o uso do bisturi. Em outras ocasiões, a cirurgia é mais complexa. Após a retirada, deve-se realizar a desinfecção do local e fazer exames para constatar se há infecções secundárias a serem tratadas.

Prevenção

A principal forma de prevenção da infecção pelo bicho-de-pé é o uso de calçados em regiões de lamaçais e terrenos arenosos. Também é importante lavar bem as mãos após qualquer contato com esse tipo de ambiente.

Foto: © Chalintra Buahom - 123RF.com
Publicado por Pedro.CCM. Última modificação: 27 de junho de 2018 às 07:28 por Pedro.CCM.
Este documento, intitulado 'Bicho-de-pé: o que é, como tratar, sintomas', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM Saúde (saude.ccm.net) ao utilizar este artigo.
Corticoide: o que é e para que serve
Cefaleia: sintomas, diagnóstico e tratamento