Vírus de Epstein-Barr - Definição

Definição de vírus de Epstein-Barr

O vírus de Epstein-Barr pertence à família do vírus da herpes e é detectado graças à sorologia realizada por retirada venosa, colocando em evidência os anticorpos específicos do vírus. O vírus de Epstein-Barr ataca de maneira específica algumas células imunológicas que possuem um papel de defesa do organismo contra as agressões exteriores por micro-organismos: os linfócitos B.

O vírus de Epstein-Barr é a causa de doenças como a mononucleose infecciosa, que se transmite pela saliva (daí o seu apelido de doença do beijo) e causa uma angina com depósitos brancos fazendo pensar em membranas falsas (daí sua nomeação de angina pseudo-membranosa), uma grande fadiga, febre, a presença de gânglios. Esse vírus está na origem de um tipo particular de câncer afetando os gânglios, o linfoma de Burkitt, e está às vezes envolvido na doença de Hodgkin.

Faça uma nova pergunta
CCM Saúde é uma publicação informativa realizada por uma equipe de especialistas de saúde.
Veja também
Este documento, intitulado 'Vírus de Epstein-Barr - Definição', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM Saúde (saude.ccm.net) ao utilizar este artigo.