Micose na vagina: sintomas e tratamento

A micose vaginal é a infecção mais frequente da vagina e é provocada pela proliferação de fungos, principalmente da espécie Candida albicans na região. O fungo é encontrado naturalmente em pequeno número na vagina, mas certos desequilíbrios no organismo podem provocar seu crescimento desenfreado. Essa infecção também recebe o nome de candidíase vaginal.



Causas da micose vaginal

A micose vaginal se origina da proliferação acima do normal de fungos na vagina. Para que isso ocorra, é preciso que se dê algum desequilíbrio na flora vaginal da mulher. Isso pode ocorrer, por exemplo, após tratamentos prolongados com antibióticos, que matam bactérias que agem na proteção da vagina contra infecções. Além disso, gravidez, obesidade e diabetes são alguns dos fatores de risco da candidíase. Por outro lado, a micose na vagina não é uma doença sexualmente transmissível, ainda que alguns homens possam apresentar quadros de coceira e erupções no pênis após relações com mulheres com candidíase.

Sintomas da micose vaginal

Os sintomas principais da micose vaginal são coceira, irritação e queimadura no interior ou na entrada da vagina. A vulva fica inflamada e apresenta coloração avermelhada. A mulher sente dores quando urina e durante o sexo. Também é possível constatar corrimentos durante a infecção.

Diagnóstico da micose vaginal

Os sintomas da micose vaginal são muito parecidos com os de outras infecções na vagina, como a tricomoníase. Para se obter um diagnóstico concreto de candidíase, o médico especialista deve realizar um exame ginecológico com coleta de secreções para identificar a presença da C. albicans.

Tratamento da micose vaginal

Na maior parte dos casos, o tratamento da micose vaginal é bastante simples e exige apenas o uso de medicamento antifúngico por via oral em dose única ou uso de um creme vaginal. No entanto, o tratamento pode se prolongar até mesmo por várias semanas em caso de candidíase recorrente.

Micose na vagina repetitiva

Em casos de recorrência da micose vaginal, exames mais aprofundados devem ser pedidos pelo ginecologista. A repetição da infecção pelo C. albicans pode ser sinal inclusive de infecção pelo HIV.

Foto: © Vladimir Gjorgiev - Shutterstock.com
Artigo original publicado por p.horde. Tradução feita por Pedro.CCM. Última modificação: 28 de abril de 2017 às 08:49 por CCM International.
Este documento, intitulado 'Micose na vagina: sintomas e tratamento', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM Saúde (saude.ccm.net) ao utilizar este artigo.
Síndrome de Turner: diagnóstico e tratamento
Manchas vermelhas na língua