Dor nos olhos: o que pode ser

Novembro 2017

As dores oculares são sintomas frequentes associados a diversas patologias, transtornos visuais e traumatismos benignos ou de natureza mais séria.


Cansaço ocular

O cansaço ocular é causado, na maioria das vezes, devido a sessões de trabalho prolongadas diante do computador e se traduz em dois sintomas: irritação nos olhos e sensação de olho seco. O cansaço ocular também pode ser sinal de problemas de visão não corrigidos, como astigmatismo e hipermetropia.

Causas traumáticas da dor nos olhos

Entre os traumatismos leves ou provavelmente graves que provocam as dores nos olhos podemos citar a erosão superficial da córnea, que resulta de trauma ou da presença de um corpo estranho no olho.


Também há casos de contusão ocular. Nessa situação, a lesão ocorre a partir de um golpe no olho, como uma bolada, e pode ser mais ou menos grave. A depender da intensidade da pancada, ela pode provocar um edema, uma hemorragia retiniana ou mesmo o deslocamento da retina.


Outros episódios comuns são sensações de ardência, muitas vezes causadas pela exposição a produtos químicos, e casos de perfuração do globo ocular. Em caso de dúvida sobre a gravidade de um traumatismo ocular, é obrigatório procurar um médico rapidamente.

Causas não traumáticas da dor nos olhos

Com olhos vermelhos

Quando os olhos estão vermelhos e doendo há quatro possibilidades de problema. Uma é o glaucoma agudo. Nesses casos, a dor é intensa e vem acompanhada da diminuição da visão e de dores de cabeça. O glaucoma agudo representa uma urgência oftalmológica com risco de sequelas graves caso não seja tratado em até seis horas a partir dos primeiros sintomas.

Outra é a uveíte (inflamação da úvea), mais frequente em mulheres adultas. Esta infecção tem causas múltiplas, locais ou gerais, e apresenta certos riscos de complicação. A dor, bastante intensa, é acompanhada de diminuição da visão, de moderada a grave. A inflamação é tratada com o uso de corticoides locais.

Há também casos de queratite (inflamação da córnea), onde a dor está associada a sensação de corpo estranho no olho e diminuição da visão. Esse distúrbio é tratado com antissépticos e anti-inflamatórios locais se for de origem viral. Por fim, existe a episclerite (inflamação da membrana fibrosa do olho). Nessa situação, não há diminuição da visão e o tratamento se baseia na aplicação de colírio anti-inflamatório.

Sem olhos vermelhos

Quando a dor não está acompanhada de olhos vermelhos, os distúrbios possíveis são anomalia de refração (astigmatismo e hipermetropia) não corrigidas, neurite ótica retrobulbar (inflamação do nervo óptico que pode causar cegueira) e problemas de convergência ou paralelismo da visão.

Foto: © Piotr Marcinski - 123RF.com
Publicado por Pedro.CCM. Última modificação: 6 de setembro de 2017 às 13:30 por Pedro.CCM.
Este documento, intitulado 'Dor nos olhos: o que pode ser', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM Saúde (saude.ccm.net) ao utilizar este artigo.