Embolia pulmonar


Definição

Uma embolia pulmonar é causada pela obstrução de uma artéria pulmonar por um coágulo de sangue. O coágulo se fixa em 9 sobre 10 casos antes de tudo à parede de uma veia profunda do abdômen, da bacia ou de um membro inferior, e então ele migra no sangue, e se instala em uma artéria pulmonar. A embolia pulmonar está na origem de diversas mortes. Sua aparição pode ser favorecida por:
  • Transtornos de coagulação do sangue;
  • Uma longa viagem em posição sentada em avião ou carro;
  • Uma operação cirúrgica principalmente ortopédica (próteses de membros...);
  • Uma imobilização prolongada;
  • Uma gravidez ou parto;
  • Um aumento do volume total dos glóbulos vermelhos (poliglobulia);
  • Um câncer;
  • Uma insuficiência cardíaca ou respiratória.

Manifestações

Falhas circulatórias e insuficiência respiratória são as consequências possíveis de uma embolia pulmonar. De acordo com a sua importância, ela pode apresentar os sintomas seguintes:
  • Uma angústia;
  • Uma taquicardia;
  • Uma leve febre;
  • Uma dor torácica sentida como uma apunhalada;
  • Problema respiratório que pode ser acompanhado de catarros com sangue;
  • Às vezes uma parada cardíaca.

Sinais de trombose venosa de uma perna são às vezes associados e reforçam a suspeita diagnóstica: membro inchado, dolorido, endurecido com aumento do calor local, comparada à outra perna. Esses sinais são geralmente encontrados na panturrilha.

Diagnóstico

o diagnóstico se baseia sobre os sinais descritos pelo paciente. O exame clínico é geralmente pouco contributivo e pode encontrar:
  • Um pulso acelerado;
  • Um leve pulso;
  • A ausência de anomalias na auscultação dos pulmões;
  • Sinais de trombose venosa profunda.

Para confirmar o diagnóstico, uma radiografia dos pulmões e um eletrocardiograma podem ser inicialmente prescritos. Um exame de sangue com dosagem de D-Dímeros permitirá eliminar o diagnóstico da embolia pulmonar em caso de valor normal. Geralmente, um ultrassom-doppler dos membros inferiores é realizado para procurar uma trombose venosa. Em caso de sinais inquietantes, uma cintilografia pulmonar ou um angio-scanner (scanner com opacificação dos vasos) confirmará o diagnóstico.

Tratamento

a hospitalização é incontornável no caso de uma embolia pulmonar. Ela vai permitir um exame e um tratamento otimizado com acompanhamento para evitar as complicações. O paciente é colocado sob oxigênio e para impedir a aparição de novos coágulos e a extensão dos coágulos já presentes, são administrados anticoagulantes. Nos casos mais graves, uma operação cirúrgica pode ser realizada. Após a cura, o paciente deverá tomar anticoagulantes durante diversos meses ou até para a vida inteira.

Prevenção

a prevenção passa por:
  • A caminhada e movimentação das pernas em casos de imobilização prolongada (viagem em avião...);
  • Levantar-se precocemente após operação cirúrgica por conta própria;
  • O uso de base de contenção para favorecer o retorno venoso dos membros inferiores e evitar o surgimento de uma trombose;
  • A administração em caso de situação de risco, de anticoagulantes com doses preventivas;
  • O cuidado de todos os fatores de risco cardiovasculares: tabaco, hipercolesterolemia, sobrepeso, equilíbrio estrito de uma diabetes ou de uma hipertensão arterial.
Publicado por asevere. Última modificação: 16 de dezembro de 2014 às 14:48 por asevere.
Este documento, intitulado 'Embolia pulmonar', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM Saúde (saude.ccm.net) ao utilizar este artigo.
Tabagismo
Enfisema pulmonar