Ácido tranexâmico: para que serve, como tomar e efeitos colaterais

Faça uma pergunta
O ácido tranexâmico é um medicamento para controle de hemorragias e tratamento de algumas condições de pele. Ele é encontrado em forma de creme, comprimido e solução injetável. Seus nomes comerciais são Hemoblock, Transamin e Trexacont.


Para que serve (indicação)

O ácido tranexâmico, na forma de comprimido e solução injetável, é indicado para controle e prevenção de hemorragias digestivas e aquelas associadas a procedimentos cirúrgicos. Ele também é usado em pacientes portadores de hemofilia. Já o creme é prescrito para combate de melasmas (manchas na pele) e olheiras.

Como usar (posologia)

Para controle de hemorragias, a dose recomendada é de 2 ou 3 comprimidos de ácido tranexâmico duas ou três vezes por dia. A solução injetável deve ser administrada de 500 a 1000 mg em injeção intravenosa lenta (50 mg por minuto) três vezes ao dia. Por fim, o creme para combate aos melasmas deve ser aplicado duas vezes ao dia, sempre em conjunto com o protetor solar.

Atenção: a automedicação é muito perigosa e o uso de ácido tranexâmico só pode ser feito sob prescrição e acompanhamento médicos sob riscos de efeitos colaterais mais graves e eficácia reduzida do medicamento.

Efeitos colaterais

Os efeitos colaterais do ácido tranexâmico são simples em todas as suas formas. Os mais comuns são náuseas, vômitos e diarreia. Os cremes também podem provocar reações cutâneas.

Contraindicações

O ácido tranexâmico é contraindicado para pacientes com alergia a qualquer substância da fórmula e portadores de coagulação intravascular ativa e vasculopatia oclusiva aguda. Grávidas e lactantes devem utilizar o produto após sob recomendação médica. Portadores de insuficiência renal devem ajustar a dose da medicação.

Composição

Cada mililitro da solução injetável possui 50 mg de ácido tranexâmico diluído em 1 ml de água. O comprimido possui 250 mg do princípio ativo mais excipientes (celulose microcristalina, croscarmelose sódica, fosfato de cálcio dibásico, povidona, dióxido de silício, talco, estearato de magnésio e água purificada).

Foto: © Peter Kotoff - Shutterstock.com