Serotonina: funções e perigos

Faça uma pergunta
A serotonina é uma substância classificada como um neurotransmissor pois sua principal ação é permitir que os impulsos nervosos sejam transmitidos de um neurônio para outro. Em particular, a serotonina coordena e regula diversas emoções importantes, como humor e agressividade, além de determinar comportamentos alimentares e sexuais da pessoa.


Funções da serotonina

Entre outras, as principais funções da serotonina são regular o humor, regular o sono, dar disposição, determinar a saciedade e provocar a libido sexual.

Serotonina baixa

A redução dos níveis de serotonina no corpo, provocada por exemplo por uma deficiência no consumo de vitamina B6 ou exagero no consumo de proteínas, causa, entre outros fatores, fadiga, distúrbios do sono, perda de apetite, enxaqueca e dores abdominais. Além disso, a queda nas taxas de serotonina pode provocar variações intensas de humor, perda do interesse sexual e, principalmente, levar à depressão. Alimentos ricos em carboidratos, assim como um estilo de vida saudável e leve, tratam a baixa de serotonina.

Serotonina alta

O excesso de serotonina também pode ser um perigo para o paciente. A serotonina alta, que pode ser inclusive decorrente do uso de inibidores de recaptação de serotonina para tramento de depressão, causa aceleração dos batimentos cardíacos, disfunção erétil, náuseas e diarreia. Emocionalmente, essa alta da serotonina torna o paciente inquieto e predisposto a alucinações, quadros de insônia e enxaqueca.

Alimentos que aumentam a serotonina

Em geral, os alimentos que promovem o aumento da taxa de serotonina são aqueles ricos em cálcio e magnésio, tais como leite e derivados e espinafre (cálcio); feijão e amêndoas (magnésio).

Triptofano e serotonina

Além do cálcio e magnésio, o triptofano também proporciona elevação da serotonina. Abacate, banana, beterraba e batata são alguns dos alimentos ricos em triptofanos.

Chocolate e serotonina

O chocolate também é um alimento que promove o aumento da serotonina. Combinado com sua ação sobre a endorfina, que também melhora o humor, o doce é o favorito de pessoas em mau estado psicológico. O chocolate, no entanto, não pode servir de bengala para pessoas com baixa auto-estima ou quadros depressivos.

Foto: © Kamira - Shutterstock.com
Dra. Marta Marnet

CCM Saúde é uma publicação informativa realizada por uma equipe de especialistas de saúde e redatores supervisionados pela Dra. Marta Marnet (número de registro 19741 no Colégio de Médicos de Barcelona, Espanha).

Mais informações sobre a equipe do CCM Saúde

Veja também