0
Obrigado

Algumas palavras de agradecimento nunca são demais.

Hipertensão arterial: valores ideais


Hipertensão arterial se refere ao aumento crônico da pressão arterial. A maioria das pessoas que apresenta hipertensão arterial não sabe da condição, já que a doença evolui de maneira gradual durante anos. A hipertensão é a doença cardiovascular mais comum do mundo e, em muitos países, é a principal causa de mortalidade.


Pressão arterial

A pressão arterial é a pressão exercida pelo sangue, bombeado pelo coração, contra as paredes das artérias. A pressão arterial é a força que permite que o sangue circule pelos vasos. Em caso de hipertensão, a pressão arterial está muito elevada e o coração acaba realizando mais esforço para bombear o sangue.

Valores da hipertensão arterial

Na hipertensão arterial, os valores da pressão arterial são anormalmente elevados. A pressão arterial se decompõe em dois valores: pressão arterial sistólica (a máxima) e pressão arterial diastólica (a mínima). Assim, a pressão arterial é expressa em valores indicados em milímetros de mercúrio.

Pressão arterial sistólica

A pressão arterial sistólica, a mais alta, é o valor da pressão arterial durante a sístole cardíaca, ou seja, no momento da contração ventricular para bombeamento do sangue. O número superior de uma medição da pressão arterial corresponde à pressão arterial sistólica. Por exemplo, para uma pressão 12 por 8, a pressão sistólica equivale ao valor 12.

Pressão arterial diastólica

A pressão arterial diastólica, a mais baixa, é o valor da pressão arterial durante a diástole cardíaca, ou seja, no momento do relaxamento ventricular. É a pressão realizada entre duas contrações, quando o coração se relaxa e fica cheio de sangue. Para uma medição da pressão arterial 12 por 8, temos que a pressão sistólica equivale ao valor 8.

Pressão arterial normal

A pressão arterial é normal quando seu valor é inferior a 14 por 9 ou, em termos técnicos, 140 milímetros de mercúrio (mmHg) por 90 mmHg.

Pressão arterial baixa

Uma redução da pressão arterial para valores abaixo de 90 mmHg de máxima caracteriza um quadro de hipotensão.

Pressão arterial alta

A pressão arterial sistólica não deve ultrapassar os 15 e a diastólica, 9. A hipertensão é definida quando os valores são superiores a 15 por 9.

Diferença entre homens e mulheres

A pressão arterial costuma ser mais elevada nos homens do que nas mulheres, especialmente as que estão na menopausa. Ela tende a aumentar com a idade, devido à elasticidade das artérias. Cerca de 70% dos hipertensos têm mais de 60 anos, ao passo que menos de 20% dos pacientes têm menos de 20 anos.

Causas da hipertensão

A pressão arterial aumenta em situações de estresse, para, depois, diminuir quando a pessoa se acalma. Em casos de gravidez, a pressão arterial diminui para, então, restabelecer-se com o nascimento da criança. Seus valores também diminuem em situações de repouso, ao passo que muito barulho pode aumentá-la. O consumo de açúcar ou bebidas que o contenham pode elevar a pressão arterial.

Sobrepeso e obesidade são, ainda, fatores de risco importantes, bem como uma alimentação rica em sal. Atividade física ou esportes podem aumentar os batimentos cardíacos, elevando, ainda, a pressão sanguínea. Durante o sono, a tensão diminui, ao passo que a hipertensão do jaleco branco corresponde a um aumento da pressão gerado pelo estresse de uma consulta médica.

Foto: © David Orcea - Shutterstock.com

Veja também

0 Comentário