Como se dá a excitação masculina

Faça uma pergunta
Estima-se que um homem jovem tenha de oito a 12 ereções por dia. A maioria delas, no entanto, sequer guarda relação com a excitação sexual. Veja neste artigo como se dá o processo de excitação do homem da ereção até a ejaculação.


Fases da excitação masculina

A resposta sexual do homem pode ser dividida em quatro fases: excitação, estabilização, orgasmo e pós-orgasmo.

Fase de excitação

A fase de excitação provoca aumento do ritmo cardíaco, da tensão muscular e promove o enrijecimento do pênis. O escroto (bolsa de pele onde se localizam os testículos) começa a inchar e os testículos sobem.

Fase de estabilização

A fase de estabilização é quando a respiração se torna mais acelerada e os músculos se contraem. O homem alcança o auge da ereção e a glande se torna mais escura. Neste instante existe a possibilidade de ejaculação de um pouco de esperma. O uso de preservativo é fundamental já neste período.

Fase de orgasmo

A fase de orgasmo é caracterizada pela ejaculação. Em relações sexuais intensas e penetração acelerada, a respiração se torna agitada e os músculos ficam rígidos. Esses sinais também se apresentam em caso de masturbação.

Fase pós-orgasmo

A fase pós-orgasmo exige um período de descanso do homem para retorno ao seu estado normal, anterior à excitação. O ritmo cardíaco, a pressão arterial e o ritmo respiratório voltam ao normal pouco a pouco. Há uma sensação geral de relaxamento, principalmente muscular, e satisfação.

Efeitos da excitação sobre o corpo

Quando um homem está excitado ele pode aparentar nervosismo, suar intensamente e chegar mesmo a tremer. Suas reações, assim como nas mulheres, não guardam relação apenas com os órgãos sexuais e podem afetar todo o corpo. A excitação começa no cérebro e uma simples ideia é suficiente para iniciá-la. A estimulação masculina é causada predominantemente por incentivos visuais. Experiências passadas também têm papel importante na excitação.

Efeitos da excitação sobre os órgãos genitais

No homem, a excitação tem influência direta sobre seus órgãos genitais, principalmente por meio da ereção peniana. Por conta disso, a excitação pode causar constrangimento em ambientes públicos e exigir que o homem se mantenha concentrado por um certo tempo em assuntos pouco estimulantes para que a ereção passe.

Tremor nas pernas por excitação

Durante a fase do orgasmo, o homem perde parte do controle voluntário sobre seus músculos, o que pode ocasionar câimbras e espasmos musculares no rosto, mãos e pés. Durante a fase pós-orgasmo, a tensão neuromuscular pode continuar gerando tremores ou contrações involuntárias de alguns músculos, principalmente nas pernas.

Tremor no pênis por excitação

Os tremores também podem se dar no pênis, mas estes não guardam relação com os músculos. A grande quantidade de sangue bombeado pelo coração que chega ao pênis durante a ereção faz com que ele possa realizar movimentos repetidos que se parecem com as batidas do músculo cardíaco. Tal situação pode ser percebida visualmente ou pelo tato.

Foto: © Red mango - Shutterstock.com
Dra. Marta Marnet

CCM Saúde é uma publicação informativa realizada por uma equipe de especialistas de saúde e redatores supervisionados pela Dra. Marta Marnet (número de registro 19741 no Colégio de Médicos de Barcelona, Espanha).

Mais informações sobre a equipe do CCM Saúde