Espinhas e anticoncepcional [Resolvido]

maria.chagas 64 Posts sexta 24 de abril de 2015Data de inscrição 26 de junho de 2015 Última visita - 24 abr 2015 às 12:39 - Última resposta: luis.saude 99 Posts quarta 15 de abril de 2015Data de inscrição 26 de junho de 2015 Última visita
- 27 abr 2015 às 11:38
Bom dia,

Tenho 35 anos e ainda tenho espinhas. Já usei diversos cremes. Na última consulta um médico me aconselhou a tomar pílula anticoncepcional. De fato, o problema suavizou. Continuo tomando a pílula, mas gostaria de saber o que está acontecendo comigo.
Ver mais 

1 resposta

luis.saude 99 Posts quarta 15 de abril de 2015Data de inscrição 26 de junho de 2015 Última visita - 27 abr 2015 às 11:38
0
Útil
Olá, Maria.

Você provavelmente tem o que chamamos de acne na mulher adulta. Esse problema é cada vez mais frequente, não tem causa bem definida e pode estar relacionado ao stress e ao modo de vida moderno. Esse tipo de acne incomoda e costuma persistir por muitos anos. O tratamento, apesar de eficaz, precisa ser mantido por longo período.

Os tratamentos variam de acordo com a intensidade da acne. Casos leves melhoram com produtos de uso tópico como cremes, loções adstringentes ou secativos. Casos intensos requerem tratamento por via oral.

A pílula anticoncepcional é boa opção, pois bloqueia a ação de hormônios masculinos (que toda mulher tem), muito associados ao surgimento das espinhas. Dependendo do caso, indica-se tratamento com isotretinoína, um remédio por via oral potente.

Stress agrava o problema, bem como o uso de cremes gordurosos no rosto. Se você usa maquiagem, procure uma que seja livre de óleo, mais apropriada para peles com acne.

E não tenha preguiça de remover completamente a maquiagem ao final do dia.

Para não piorar sua pele, controle a tentação e não esprema nem cutuque as espinhas. Além de piorar, isso aumenta a tendência a desenvolver manchas e marcas definitivas.
Comentar a resposta do luis.saude