Câncer coloretal

Faça uma pergunta

Definição

O câncer coloretal é um câncer muito comum que afeta principalmente as pessoas com mais de 60 anos. Falamos de câncer coloretal de maneira geral, pois ele afeta o cólon ou o reto, onde diversos pontos são identificados. Uma das únicas diferenças vem do fato que ele afeta tanto os homens quanto as mulheres na sua localização cólica, mas ele é duas vezes mais comum nos homens quando afeta o reto. Fatores alimentares estão envolvidos, o álcool, as gorduras animais aumentam o risco, da mesma maneira que o tabaco e as fibras alimentares, os legumes estando protegidos. Mas existem igualmente formas genéticas e principalmente algumas doenças familiares como a polipose adenomatosa familiar caracterizada pela existência de diversos pólipos sobre a mucosa, parede interna, do cólon ou do reto, que evoluirão quase sistematicamente para a cancerização antes dos 40 anos. Os pólipos são lesões potencialmente pré-cancerígenas, e por isso geralmente são retirados a título preventivo.

Manifestações

o câncer coloretal pode se manifestar por diferentes sintomas:
  • Transtornos do trânsito intestinal, com diarreia, constipação, ou uma alternância desses dois transtornos, por fases;
  • Sangramentos de sangue vermelho emitidos do ânus, misturados com os materiais: falamos de rectorragias;
  • Dores abdominais;
  • Vontades de defecar sem que nenhum material saia, comum no câncer de cólo do reto;
  • Uma parada do trânsito é igualmente possível às vezes.

Diagnóstico

em caso de sintomas evocadores, o médico pode ser levado a realizar um toque retal, pois os tumores do reto são às vezes palpáveis ao dedo. Mas o exame mais interessante neste contexto de suspeita é a colonoscopia, que utiliza uma mini câmera para visualizar o interior do reto e do cólon. Geralmente realizada sem anestesia geral, ela permite estudar a mucosa e a localização dos pólipos ou outras lesões evocadoras. Ela permite igualmente realizar amostras para estudar a lesão, mas também retirar os pólipos, lesões potencialmente evolutivas para um câncer. Após análise, se um câncer é confirmado, um exame de extensão é realizado, que corresponde à realização de diversos exames para pesquisar o problema dos gânglios ou de outros órgãos por migração das células cancerígenas.

Tratamento

o tratamento do câncer coloretal dependerá da localização do tumor e dos resultados do exame de extensão. Geralmente, a cirurgia é preferida com uma retirada da parte do tubo digestivo doente. Falamos de colectomia se o cólon é retirado por inteiro. Uma quimioterapia pode igualmente ser adicionada, ou praticada apenas em casos muito evoluídos. A radioterapia é mais raramente utilizada.

Prevenção

É possível evitar o câncer coloretal principalmente adotando um estilo de vida apropriado com uma alimentação saudável (pouca carne vermelha, frios e churrascos, e mais peixes, cereais integrais, frutas e legumes), a prática regular de exercício físico, parar de fumar e de consumir álcool. O desenvolvimento do exame para procurar sangue nas fezes desde os 50 anos permite uma suspeita precoce desses cânceres. Além disso, uma colonoscopia com a menor dúvida ou se uma pessoa da família foi afetada por um câncer coloretal permite igualmente descobrir a doença antecipadamente. Algumas formas familiares como a polipose adenomatosa familiar, uma retirada precoce dos pólipos é prevista.
Dra. Marta Marnet

CCM Saúde é uma publicação informativa realizada por uma equipe de especialistas de saúde e redatores supervisionados pela Dra. Marta Marnet (número de registro 19741 no Colégio de Médicos de Barcelona, Espanha).

Mais informações sobre a equipe do CCM Saúde

Veja também

Publicado por asevere. Última modificação: 16 de dezembro de 2014 às 14:48 por asevere.

Este documento, intitulado 'Câncer coloretal', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM Saúde (saude.ccm.net) ao utilizar este artigo.