Abcesso inguinal


Definição

um abcesso inguinal é um abcesso que se desenvolve na região da virilha, parte do corpo situada entre a coxa e o tronco. Como todos os abcessos, o inguinal é um acúmulo de pus que durante sua evolução vai destruir pouco a pouco os tecidos que o cercam. Ele é provocado por uma infecção localizada e possui os mesmos sintomas que uma inflamação. De acordo com o tipo de abcesso inguinal e, sobretudo a sua localização, os tratamentos podem incluir a tomada de antibióticos, a punção (drenagem do abcesso) ou retirada cirúrgica do abcesso inguinal.

Diagnóstico

Um interrogatório médico além de um exame clínico é geralmente suficiente para diagnosticar um abcesso inguinal. Para determinar o tamanho ou nível da infecção, o médico pode solicitar:
  • Um ultrassom, uma IRM ou scanner (raramente necessários nos abcessos inguinais superficiais);
  • Uma punção para realizar uma aspiração, cultura e antibiograma em casos de germens resistentes.
  • Um exame de sangue.

Os exames prescritos também possuem a função de fornecer informações médicas necessárias para uma eventual intervenção cirúrgica.

Manifestações

Se o abcesso inguinal for superficial, ele se manifesta em forma de um inchaço de tamanho variável, dolorido ao toque, junto com um eritema localizado (tumefação). Se o abcesso inguinal for profundo, ele pode passar despercebido ao toque, mas pode ser a origem de uma dor na sua localização.
Os sintomas mais comuns são os seguintes:
  • Sensação de calor no local da tumefação;
  • Dor localizada;
  • Vermelhidão;
  • Febre;
  • Se o abcesso for perfurado, um escoamento pode ocorrer.

Tratamento

Seja o abcesso superficial ou profundo, o pus que ele contém deve ser retirado mesmo se uma cura espontânea feita pelo organismo for possível. Essa evacuação pode ser feita sob anestesia local ou generalizada, graças a uma punção evacuadora, uma incisão ou intervenção cirúrgica. Para evitar que o abcesso apareça novamente, o médico ou cirurgião coloca às vezes um dreno ou tecido absorvente que evacua o pus restante do abcesso. O tecido deve ser trocado a cada 48 horas por um médico ou enfermeiro. Um tratamento médico completa a intervenção: ele inclui analgésicos para a dor, antipiréticos para febre além de antibióticos para curar a infecção. Se uma dor ou sensação de calor, inchaço ou febre superior a 38° aparecer, uma nova consulta é necessária.
,
Publicado por asevere. Última modificação: 16 de dezembro de 2014 às 14:47 por asevere.
Este documento, intitulado 'Abcesso inguinal', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM Saúde (saude.ccm.net) ao utilizar este artigo.
Abcesso do seio