O que é depressão: tipos da doença

Faça uma pergunta
A depressão é uma condição mental que atualmente atinge, segundo estimativas da Organização Mundial da Saúde (OMS), 7% da população mundial. Além disso, a OMS considera que ela é a doença mais incapacitante do mundo e responsável por 10% dos anos de vida perdidos para doenças em todo o mundo.


O que é depressão

A depressão é uma doença mental e que também afeta o corpo do paciente caracterizada por atuar principalmente sobre o estado de bem-estar e humor do portador. A condição provoca tristeza profunda e redução das energias. A doença afeta pessoas de qualquer faixa etária ou classe social sem distinção.

Causas da depressão

A definição de uma causa da depressão é muito difícil de ser feita. No entanto, existem uma série de fatores de risco para a doença, como a ocorrência de episódios fortemente traumáticos - perdas de familiares próximos, catástrofes ambientais e casos de abuso físico, psicológico e/ou sexual. Além disso, a dependência em álcool, cigarro e outras drogas também potencializam o risco de o paciente desenvolver depressão. Atualmente, alguns estudos tentam descobrir fatores genéticos que podem tornar determinadas pessoas mais predispostas à depressão, mas não há resultados conclusivos até o momento.

Tipos de depressão

Há diversos tipos de depressão já reconhecidos pela medicina. É possível dividi-los em dois grandes grupos: os transtornos depressivos e formas de depressão propriamente dita. Nestes grupos, há outras subdivisões.

Transtorno distímico

O transtorno distímico ou distimia é, numa simplificação, uma forma leve de depressão. O paciente apresenta diversos sintomas depressivos, mas consegue realizar tarefas diárias. No entanto, ele encontra problemas tanto no trabalho quanto na vida pessoal por conta da condição. Os sintomas se estendem por, no mínimo, dois anos em casos de distimia.

Transtorno bipolar

O transtorno bipolar ou bipolaridade é considerado uma forma de depressão por conta das constantes variações de humor desenvolvidas pelo paciente. O bipolar combina momentos de euforia com quadros depressivos de baixa autoestima, tristeza e falta de ânimo para realizar tarefas básicas.

Transtorno afetivo sazonal

O transtorno afetivo sazonal está relacionada às estações do ano e é bastante incomum no Brasil onde as estações não são tão marcadas. Por outro lado, tal transtorno é frequente em países da Europa onde as horas de sol e claridade são muito reduzidas durante o inverno.

Depressão por esgotamento

A depressão por esgotamento acomete adolescentes - principalmente em período de provas - e trabalhadores. Ela está diretamente ligada ao estresse com o acúmulo de responsabilidades, a expectativa de bons resultados num momento futuro e o estímulo à concorrência e ao alto desempenho vigente hoje no mundo.

Depressão involutiva

A depressão involutiva é a forma mais comum de depressão entre idosos. Este tipo de condição mental vai se tornando cada vez mais grave com o passar dos anos, quando o paciente começa a repassar sua vida. Em idosos que vivem sozinhos e recebem poucas visitas de familiares e amigos, a depressão tende a se agravar.

Depressão pós-parto

A depressão pós-parto é um grave problema de saúde pública e que afeta quantidade bastante grande de mulheres, especialmente mães de primeira viagem. A depressão é profunda e se dá desde os primeiros dias de vida do bebê. A mulher não se sente capaz de garantir proteção ao bebê e passa a rejeitá-lo. A depressão pós-parto é uma doença e assim deve ser tratada, não com a culpabilização da mulher que está sofrendo com o distúrbio. O apoio do parceiro e parentes próximos é crucial para a recuperação.

Foto: © Twin Design - Shutterstock.com
Dra. Marta Marnet

CCM Saúde é uma publicação informativa realizada por uma equipe de especialistas de saúde e redatores supervisionados pela Dra. Marta Marnet (número de registro 19741 no Colégio de Médicos de Barcelona, Espanha).

Mais informações sobre a equipe do CCM Saúde

Veja também