Hipertireoidismo: sintomas e tratamentos

O hipertireoidismo é uma condição provocada pelo aumento exagerado da ação da glândula tireoide, que secreta altas quantidades dos hormônios tireoidianos causando a aceleração do metabolismo do paciente e uma série de problemas secundários.


Causas do hipertireoidismo

Em geral, o hipertireoidismo é uma condição provocada pela doença de Basedow-Graves. Essa doença crônica é também autoimune, ou seja, as células do sistema imunológico passam a atacar a glândula tireoide, estimulando a produção hormonal excessiva. Ela não é uma doença hereditária, mas os riscos de se desenvolver a doença de Graves são muito mais altos em pacientes com histórico familiar da doença.

Sintomas do hipertireoidismo

A principal marca do hipertireoidismo é a aceleração do metabolismo do paciente afetado. Por sua vez, esta condição gera taquicardia, sudorese e sensação de calor frequente, tremores nas mãos, perda de peso, diarreia, transtornos de humor, quadros de ansiedade e distúrbios do sono. Em mulheres, também provoca irregularidade dos ciclos menstruais.

Hipertireoidismo emagrece

Sim, o hipertireoidismo tem como um de seus sintomas mais característicos a perda de peso do paciente. Por outro lado, o hipotireoidismo, condição em que ocorre baixa na produção dos hormônios tireoidianos, está associado ao ganho de peso dos pacientes.

Hipertireoidismo na gravidez

Mulheres com hipertireoidismo podem experimentar problemas de fertilidade. Em caso de gravidez, gestantes com esta condição devem consultar seus médicos para se informar sobre alterações no tratamento. Em geral, grávidas e lactantes utilizam o remédio antitireoidiano propiltiouracil pelos meses necessários.

Tratamento do hipertireoidismo

Existem diversas técnicas terapêuticas para o hipertireoidismo e apenas um médico especialista pode avaliar qual é a melhor de acordo com as características do paciente e o grau de evolução da doença.

Remédio para hipertireoidismo

Existem dois tipos de drogas que podem ser utilizadas por pacientes com hipertireoidismo. A principal delas são os chamados medicamentos antitireoidianos, que reduzem a quantidade de hormônios secretados, regulando, portanto, o funcionamento da tireoide. Além deles, também é possível tomar betabloqueadores para combater os sintomas mais graves da doença.

Cirurgia para hipertireoidismo

Em alguns casos, principalmente quando o tratamento medicamentoso não apresenta os resultados esperados, o médico especialista pode decidir pela necessidade de uma cirurgia para retirada da glândula tireoide - parcial ou totalmente.

Iodo radioativo para hipertireoidismo

Além da cirurgia, o uso de comprimidos de iodo radioativo também provoca a eliminação da tireoide e, portanto, da doença.

Hipertireoidismo tem cura

O hipertireoidismo tem cura. O uso do iodo radioativo e a cirurgia de retirada da tireoide provocam o fim do hipertireoidismo. Por outro lado, as duas formas de tratamento têm pontos negativos que devem ser levados em conta já que a interrupção total do funcionamento da tireoide, seja pela retirada seja pela destruição, exige que o paciente realize reposição dos hormônios tireoidianos pelo resto da vida.

Hipertireoidismo pode matar

O hipertireoidismo em estágios iniciais e sob tratamento correto não coloca a vida do paciente em risco. No entanto, formas graves da doença sem tratamento adequado podem sim provocar óbito.

Foto: © Dashu - Shutterstock.com
Publicado por Pedro.CCM. Última modificação: 5 de janeiro de 2018 às 09:53 por Pedro.CCM.
Este documento, intitulado 'Hipertireoidismo: sintomas e tratamentos', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM Saúde (saude.ccm.net) ao utilizar este artigo.
Proteína C reativa (PCR): análise do sangue
Diarreia: remédios sem prescrição