Hérnia crural

A hérnia crural, também chamada de hérnia femoral, se caracteriza pela exteriorização de parte de alguns órgãos, principalmente daqueles que compõem o aparelho digestivo, por conta de uma situação de fraqueza da parede abdominal. A hérnia se torna visível a olho nu pois provoca o surgimento de uma massa para fora do órgão. Em geral, ela se localiza abaixo da linha de Malgaigne, localização anatômica situada entre a extremidade da bacia e o púbis, o que permite diferenciá-la da hérnia inguinal, que fica acima desta linha.



Sintomas da hérnia crural

Apesar de possuírem localizações diferentes, as hérnias crural e inguinal apresentam os mesmos sintomas. Eles são presença de massa abdominal que pode ser reintroduzida na parede (na ausência de complicações), ausência de dor, exteriorização por tosse ou esforços.


A hérnia também pode se complicar e ser estrangulada, quando não se pode movê-la ou reintegrá-la. Nestes casos, a dor se torna intensa e a hérnia não pode mais ser reduzida. Seu crescimento apresenta risco de evoluir para um quadro de oclusão intestinal com retenção de gases e fezes no intestino. O estrangulamento de hérnias crurais é frequente e sua retirada é necessária nessas ocasiões.

Diagnóstico da hérnia crural

O diagnóstico é feito por um médico especialista após exame clínico. A hérnia é encontrada por meio de palpação da arcada crural. Deve-se estar atento se o problema provoca dor e se apresenta rigidez. Testes adicionais podem ser feitos para analisar a possibilidade de complicações decorrentes da hérnia crural.

Tratamento

o único tratamento de cura é cirúrgico e realizado rapidamente para antecipar um estrangulamento ou em urgência se o estrangulamento for constatado. A técnica utilizada para a hérnia crural é historicamente a técnica de Mac Vay utilizando o abaixamento de um tendão sobre um ligamento, porém a utilização de próteses é cada vez mais comum. Antibióticos são às vezes associados ao cuidado cirúrgico a título de prevenção.
Publicado por asevere. Última modificação: 23 de novembro de 2016 às 14:11 por Pedro.CCM.
Este documento, intitulado 'Hérnia crural', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM Saúde (saude.ccm.net) ao utilizar este artigo.
Hérnia cervical - Sintomas e tratamento
Hérnia de disco