Dor no meio do peito: o que pode ser

Faça uma pergunta
A dor no meio do peito pode ser causada por uma série de problemas e pode variar de acordo com as condições psicológicas da pessoa e do ambiente.


Dor no meio do peito de origem cardíaca

Essa dor compreende o meio do peito e pode se estender da mandíbula até o umbigo, incluindo ambos os braços, a região posterior do tórax, o pescoço e a boca do estômago. A dor de origem cardíaca causada pela angina do peito ou infarto do miocárdio é localizada na região central do tórax (retroesternal) e difusa. Uma dor em um dos lados do tórax e bem localizada (num determinado ponto do tórax), geralmente não tem origem cardíaca.

Irradiação da dor no meio do peito

Uma dor no meio do peito, irradiada para ambos os braços, apresenta grandes chances de ter origem coronariana. A dor torácica coronariana é difusa e percebida como um aperto, opressão ou queimação. A dor torácica, referida como pontadas ou agulhadas, raramente tem origem coronariana.

Duração da dor no meio do peito

Em casos de angina, a dor no peito costuma durar de cinco a 20 minutos. Uma dor torácica com características de doença arterial coronariana, mas com duração superior a 20 ou 30 minutos, sugere infarto do miocárdio. A dor torácica que dura segundos, horas ou é intermitente raramente tem como origem a doença arterial coronariana.

Causas da dor no meio do peito

Esse tipo de dor costuma ser causado pelo exercício físico, estresse emocional ou após uma refeição mais pesada e de difícil digestão. Ela pode estar acompanhada de dispneia (falta de ar), sudorese intensa, náuseas e vômitos (indicativos de infarto do miocárdio), palpitações e palidez. A presença de tosse, febre, azia e outros sintomas, podem sugerir outras causas para a dor no meio do peito, como doenças respiratórias ou do aparelho digestivo.

Classificação da dor no meio do peito

Dor anginosa típica (tipo A)

Nesse caso, há indícios de angina do peito, levando ao diagnóstico de doença arterial coronariana (angina do peito ou infarto do miocárdio), mesmo sem o resultado de qualquer exame complementar.

Dor provavelmente anginosa (tipo B)

Esse tipo de dor no meio do peito não possui todas as características de uma angina do peito típica, mas a doença coronariana é a principal suspeita diagnóstica.

Dor provavelmente não anginosa (tipo C)

É uma dor atípica, mas não é possível excluir totalmente o diagnóstico de doença arterial coronariana sem a realização de exames complementares.

Dor não anginosa (tipo D)

É um tipo de dor com características de origem não coronariana, no qual outro diagnóstico se sobrepõe claramente à hipótese de doença arterial coronariana. É importante destacar que, caso as dores no meio do peito aumentem em intensidade e irradiem para outros locais do corpo, é fundamental procurar o quando antes um atendimento de urgência para que seja feito o diagnóstico adequado.

Foto: © Pop Paul-Catalin - Shutterstock.com
Dra. Marta Marnet

CCM Saúde é uma publicação informativa realizada por uma equipe de especialistas de saúde e redatores supervisionados pela Dra. Marta Marnet (número de registro 19741 no Colégio de Médicos de Barcelona, Espanha).

Mais informações sobre a equipe do CCM Saúde