0
Obrigado

Algumas palavras de agradecimento nunca são demais.

Invaginação intestinal: sintomas e tratamento


Uma invaginação intestinal aguda é uma patologia que acomete crianças pequenas caracterizada pela penetração do intestino em outra parte do órgão situada mais abaixo (um pouco como o dedo de uma luva virada). Na maioria dos casos, a invaginação se faz na junção entre intestino delgado e cólon. Quando uma invaginação aguda se produz, ela pode levar à oclusão intestinal. Esse tipo de manifestação se dá de modo mais frequente em bebês do sexo masculino entre 3 meses e 3 anos.


Causas da invaginação intestinal

Em bebês e crianças, a invaginação intestinal tem causa desconhecida na maioria das vezes. Em adultos e, principalmente, idosos, o problema se deve pela presença de massas e tumores na parede intestinal. Com os movimentos peristálticos, contrações involuntárias que carregam o bolo fecal, estas partes vão sendo remetidas para dentro do próprio órgão, ocasionando invaginações.

Sintomas da invaginação intestinal

A invaginação intestinal aguda causa uma oclusão intestinal que vai provocar dores abdominais, vômitos e interrupção do trânsito intestinal. Nos bebês, choros e agitação que vão e voltam podem indicar o problema. Em geral, os intervalos entre uma crise e outra vão se tornando cada vez mais curtos. Além disso, o bebê se nega a comer, vomita, apresenta sangue nas fezes. Esse último sintoma deve levar a uma consulta de urgência.

Diagnóstico da invaginação intestinal

O diagnóstico de invaginação intestinal aguda se baseia essencialmente sobre a observação médica. Após exame clínico, que compreende principalmente um toque retal, o especialista pode pedir uma radiografia do abdômen e ultrassom abdominal que evidenciarão a invaginação.

Tratamento da invaginação intestinal

É essencial reduzir a invaginação rapidamente. Para isso, a introdução de sonda no estômago ou diretamente no intestino é capaz de aliviar a pressão sobre a área que sofre a invaginação para reverter o problema. De 80% a 90% dos casos, esta medida já soluciona o problema completamente, mas há episódios de recorrência dentro de 24 horas. Nessas ocasiões, apenas uma cirurgia de retirada de parte do intestino pode tratar o paciente.

Foto: © Greeen - Shutterstock.com

Veja também

0 Comentário