Insolação: sintomas e tratamento

Faça uma pergunta
A exposição a elevadas temperaturas é uma agressão ao corpo. Corre-se o risco de desidratação, agravamento de doença crônica ou insolação. Esta ocorre quando o corpo é incapaz de controlar a sua temperatura, que aumenta muito rapidamente. Atletas, trabalhadores manuais expostos ao calor, crianças, idosos, pessoas com deficiência ou doença crônica são particularmente sensíveis.


Definição de insolação

Insolação é o conjunto de sintomas que ocorrem durante uma exposição muito longa à luz solar. O corpo tem um mecanismo para controlar sua temperatura e mantê-la fixa em torno de 37°C, ponto de equilíbrio térmico do corpo. Isto é em parte possibilitado pelo hipotálamo, glândula que regula fenômenos compensatórios como suor e sede. Em caso de esforço muscular exagerado ou exposição a calor excessivo, estes mecanismos de compensação podem ficar sobrecarregados. Surge então um aumento na temperatura do corpo, chamado hipertermia, que pode resultar em sintomas como os da insolação. Há também casos extremos, de hipertermia maligna. Idosos são mais sensíveis à insolação. Neles, o envelhecimento de determinadas funções reduz a capacidade de adaptação.

Sintomas da insolação

A insolação se manifesta por aumento da temperatura corporal (que pode aumentar para além de 40°C), vermelhidão, especialmente na face, transpiração excessiva, dor de cabeça, dor generalizada, palidez com sensação de mal-estar, cãibras musculares, tontura, náuseas e vômitos. Ela também pode levar a um aumento da frequência cardíaca e respiratória e, por vezes, confusão ou desmaio. Em casos graves, podem aparecer sinais neurológicos: este é um precursor para a hipertermia maligna.

Diagnóstico da insolação

O diagnóstico de insolação é bastante fácil de ser realizado. Basta observar sinais físicos, sintomas que são confirmados por um contexto específico, ou seja, a exposição solar prolongada.

Tratamento da insolação

A insolação não deve ser negligenciada, dada a sua progressão potencial para distúrbios graves. Ela exige uma imediata redução da temperatura corporal. Para fazer isso, deve-se primeiro realizar ações simples, como fazer a pessoa se deitar em local fresco e sombreado, beber muita água, molhar seus membros e cabeça. Uma vez que a temperatura baixe novamente, o indivíduo está fora de perigo. Em casos particularmente graves, é necessária a internação do paciente.

Como evitar a insolação

A prevenção da insolação é feita com a proteção contra a luz solar. Devemos evitar a exposição à luz solar usando chapéu, molhando o corpo constantemente e bebendo muita água. A desidratação pode ser fatal em pacientes com insolação.

Foto: © Suzanne Tucker - Shutterstock.com
Dra. Marta Marnet

CCM Saúde é uma publicação informativa realizada por uma equipe de especialistas de saúde e redatores supervisionados pela Dra. Marta Marnet (número de registro 19741 no Colégio de Médicos de Barcelona, Espanha).

Mais informações sobre a equipe do CCM Saúde

Veja também