Nimesulida: para que serve, como tomar e efeitos colaterais

Faça uma pergunta
A nimesulida, também comercializada com os nomes de Scaflam, Mesalgin, Nisulid, Optaflan, Nimesilam e Cimelide, é um medicamento com efeito antiinflamatório, antipirético e analgésico.

A medicação geralmente é vendida em pequenas embalagens com 12 comprimidos ou também na forma líquida com 15 ml. Há, ainda, uma opção de nimesulida em gel.


Para que serve (indicação)

As versões em gotas e comprimidos de 100 mg são indicadas para combater inflamações, dores e febre. Já a versão em gel é aplicada em processos inflamatórios, bem como complemento de tratamentos para osteoartrite ou artrite reumatoide.

Como tomar (posologia)

Os comprimidos de nimesulida de 50 a 100 mg devem ser ingeridos inteiros ou em metade, duas vezes ao dia, podendo chegar a 200 mg diários segundo as recomendações médicas.


Para a nimesulida em gotas, é recomendável administrar 1 gota (2,5 mg) por kg de peso (60 gotas para uma pessoa que pesa 60 quilos, por exemplo), duas vezes ao dia, diretamente na boca. Recomenda-se a ingestão após as refeições.

O gel dermatológico é para uso tópico e deve ser aplicado sobre o local afetado duas a três vezes por dia. A duração do tratamento é de sete a 15 dias, dependendo da indicação do especialista.

Efeitos colaterais

Nimesulida gotas e em comprimidos podem gerar reações como dor de cabeça, sonolência, tontura, urticária, coceira, icterícia, perda de apetite, dor de estômago, enjoo, vômito, diarreia, diminuição do volume urinário, urina escura, diminuição da temperatura do corpo e asma, além de alergias. Há casos raros de Síndrome de Stevens-Johnson e de hepatite aguda fulminante.

A nimesulida em formato de gel pode causar reações alérgicas no local da aplicação, tais como inchaço, irritação e descamação da pele.

Contraindicações

Nimesulida gotas e nimesulida 100 mg não devem ser utilizadas por pacientes com hipersensibilidade à nimesulida ou a qualquer outro componente do medicamento. Pessoas que tem reações ao ácido acetilsalicílico, sofrem de úlcera péptica em fase ativa, distúrbios de coagulação graves, ou, ainda, de insuficiência cardíaca ou renal graves devem igualmente evitar o uso do remédio.

A nimesulida gel dermatológico não deve ser utilizada por pacientes alérgicos a componentes da fórmula ou a outros anti-inflamatórios, tampouco por mulheres grávidas ou em fase de amamentação. O gel não deve ser aplicado sobre pele rachada, ferida aberta ou infeccionada.

Composição

Cada 1 ml (20 gotas) do medicamento contém 50 mg de nimesulida e excipientes, ou seja, substâncias que causam volume ao produto, tais como ácido cítrico, citrato de sódio diidratado, goma xantana, laurilsulfato de sódio, sacarose, sorbitol, aroma de acerola, metilparabeno, propilparabeno e água.


A nimesulida 100 mg comprimidos contém 100 mg de nimesulida e, como excipientes, lactose monoidratada, celulose microcrisalina, docusato de sódio, estearato de magnésio, hiprolose, óleo vegetal hidrogenado e amidoglicolato de sódio.

A versão gel dermatológico possui, por grama, 20 mg de nimesulida, além dos excipientes carbômer 934, metilparabeno, propilparabeno, trietanolamina, propilenoglicol, óleo de rícino, álcool isopropílico e água purificada.

Foto: © Maria Kovalets - 123RF.com