Dramin: para que serve, como tomar e efeitos colaterais

Faça uma pergunta
Dramin é o nome comercial do medicamento à base de dimenidrinato, utilizado para o combate de enjoos, tontura e vômitos. A droga é vendida em comprimidos de 100 miligramas, solução oral de 2,5 mg/ml e cápsulas gelatinosas de 25 e 50 miligramas.


Para que serve (indicação)

O Dramin é utilizado para alívio e prevenção dos sintomas do enjoo, tontura e vômito. Sendo assim, ele é bastante indicado para gestantes, pacientes em pós-operatório ou realizando radioterapia, bem como pessoas enjoadas durante viagens de barco ou avião.

Como tomar (posologia)

O comprimido de Dramin, exclusivo para maiores de 12 anos, deve ser ingerido a cada quatro ou seis horas, não superando 400 mg em 24 horas. Já as cápsulas, para crianças de 6 a 12 anos, têm como dose diária máxima 150 mg (seis cápsulas de 25 mg). Deve-se tomar até 50 mg a cada seis ou oito horas. Por fim, a dose da solução oral, voltado a crianças de 2 a 6 anos, deve se basear no peso corporal do paciente e seguir a proporção de 0,5 ml por quilo até o limite de 30 mililitros.


Atenção: Dramin só deve ser utilizado sob prescrição e acompanhamento médicos. A prática de automedicação é perigosa, aumenta os riscos de efeitos colaterais e pode não tratar corretamente as condições médicas.

Efeitos colaterais

A reação mais comum ao uso de Dramin - e que afeta mais de 10% dos usuários - é a sonolência. Por isso, não é indicado que se dirija automóveis ou se opere máquinas após seu uso. Também é comum o surgimento de dores de cabeça. Mais raramente, Dramin pode provocar erupções cutâneas, manchas roxas na pele, retenção urinária, visão turva e boca seca.

Contraindicações

Dramin tem sua principal contraindicação em vista da idade do paciente. A versão em comprimidos é contraindicada para menores de 12 anos, as cápsulas gelatinosas, para menores de 6 anos e a solução oral de Dramin não deve ser ingerida por menores de 2 anos. Pessoas alérgicas a qualquer componente da fórmula também estão proibidos de fazer uso de Dramin.

Além disso, portadores de glaucoma, enfisema pulmonar e doença pulmonar crônica, insuficiência hepática e pessoas com dificuldade para respirar e urinar devem tomar Dramin com cuidado e possivelmente ingerir doses reduzidas da substância. Dramin é considerado seguro para grávidas. Para lactantes, o médico pode optar por interromper seu uso.

Composição

Um comprimido de Dramin contém 100 mg de dimenidrinato mais excipientes (estearato de magnésio, amido, croscarmelose sódica e lactose). A solução possui 2,5 mg do princípio ativo por mililitro e excipientes (sacarose, glicerol, metilparabeno, corante vermelho e aroma de morango). As cápsulas gelatinosas têm 25 ou 50 mg de dimenidrinato e os mesmos excipientes (macrogol, propilenoglicol, gelatina, sorbitol, glicerol, amarelo de quinolina e corante vermelho).

Foto: © pathdoc - Shutterstock.com
Dra. Marta Marnet

CCM Saúde é uma publicação informativa realizada por uma equipe de especialistas de saúde e redatores supervisionados pela Dra. Marta Marnet (número de registro 19741 no Colégio de Médicos de Barcelona, Espanha).

Mais informações sobre a equipe do CCM Saúde