Dor de cabeça na gravidez

Muitas grávidas reclamam de dores de cabeça ao longo da gestação. Veja na dica abaixo se esse problema é algo normal, quando ele deve ser comunicado ao médico e quais as formas de evitar dores de cabeça na gravidez.


Dor de cabeça na gravidez é normal

As dores de cabeça são comuns durante a gravidez. A maioria das dores de cabeça durante a gravidez são muito dolorosas, porém inofensivas. Apesar disso, em alguns casos podem ser sinal de um problema mais sério. Mulheres que têm o primeiro quadro de dor de cabeça violenta na gestação devem procurar um médico para uma avaliação completa.

Dores de cabeça no primeiro trimestre de gravidez

É bastante comum sofrer com dores de cabeça quando se está grávida, especialmente nos três primeiros meses. A dor de cabeça por tensão, a mais frequente, pode se manifestar por pressão ou dor constante nos dois lados da cabeça ou na parte posterior do pescoço. Mulheres com dor de cabeça crônica podem ter suas crises agravadas com a gestação.

Especialistas desconhecem com exatidão o que causa a maior frequência de dores de cabeça durante a gravidez, mas uma boa explicação para o fato são as mudanças hormonais pelas quais a mulher passa ao longo da gestação. Por outro lado, cerca de dois terços da mulheres mais propensas a enxaqueca apresentam melhora do quadro quando ficam grávidas. Isto ocorre pois há muitos casos de mulheres que passaram a sofrer de enxaqueca após a primeira menstruação e cujas crises estão associadas ao período menstrual. Sem menstruação, a situação melhora.

Dor de cabeça no segundo trimestre de gravidez

Em mulheres que sofrem com dores de cabeça no primeiro trimestre de gravidez, é provável que elas diminuam fortemente ou mesmo desapareçam a partir do segundo trimestre quando a situação hormonal se estabiliza e o corpo se acostuma com o novo estado hormonal.

No entanto, em casos em que a dor de cabeça está ligada a falta de sono, cansaço, congestão nasal, problemas de alergias, vista cansada, estresse, depressão ou desidratação, não há relação entre o período da gestação e as dores de cabeça.

Neste período, também é possível que algumas mulheres que nunca sofreram com enxaqueca passe a ser afetada pelas crises. Em média, 16% das mulheres têm seu primeiro quadro de enxaqueca durante uma gestação.

Risco de pré-eclâmpsia

Se, no segundo ou terceiro trimestre de gravidez, surgem fortes dores de cabeça capazes de lhe acordar acompanhado de alterações visuais, dor aguda na parte alta do abdômen, aumento de peso repentino ou inchaço no rosto e nas mãos é necessário procurar um médico para avaliação da pressão arterial e realização de exame de urina para descartar a ocorrência de pré-eclâmpsia. O mesmo deve ser feito em caso de dor de cabeça com febre e torcicolo.

Tratamento da dor de cabeça na gravidez

É preciso evitar, dentro do possível, qualquer ação que possa desencadear dores. Para isso, é necessário dormir o suficiente, não comer alimentos nunca antes comidos e evitar o estresse. O consumo de queijos, chocolate, tomate, cebola, laranjas, molho shoyu, cafeína, nozes e bebidas alcoólicas contribuem para o aumento dos riscos de crises de enxaqueca.

Para reduzir as dores, faça compressas frias e coloque os panos na testa e nos seios da face. Se a dor for tensional, também coloque-os na base do pescoço. A hidratação adequada também é fundamental, bem como o consumo de vitamina B12, que previne essas dores.

Evitar o calor e sol excessivos, cheiros fortes e fumaça de cigarro é igualmente importante. Coma a cada três horas e realize atividades físicas não extenuantes. Existem evidências de que o exercício regular pode diminuir a frequência e a severidade das crises.

Medicamentos e remédios herbais

Os remédios herbais não são recomendados durante a gravidez. Os medicamentos não estão proibidos e existem alguns analgésicos que podem ser usados com segurança. Para isso, sempre consulte seu médico antes de realizar qualquer tratamento medicamentoso durante a gestação.

Foto: © Pressmaster - Shutterstock.com
Publicado por Pedro.CCM. Última modificação: 27 de setembro de 2017 às 09:26 por Pedro.CCM.
Este documento, intitulado 'Dor de cabeça na gravidez', está disponível sob a licença Creative Commons. Você pode copiar e/ou modificar o conteúdo desta página com base nas condições estipuladas pela licença. Não se esqueça de creditar o CCM Saúde (saude.ccm.net) ao utilizar este artigo.
Probióticos: o que são e onde encontrá-los
Uso do fosfato sódico de prednisolona